Saúde Infantil

Doenças que pode pegar na Creche e Infantário

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

O berçário e a creche são locais que favorecem a transmissão de doenças infecciosas, isto é, causadas por vírus e bactérias que passam facilmente de uma criança para outra. Listamos aqui as doenças mais comuns que afetam os bebês e as crianças que frequentam o berçário e a creche:


1. Gripe, resfriado, sinusite, pneumonia

O vírus que provocam infecções respiratórias passam facilmente de uma criança para outra, e por vezes basta que uma criança fique doente para que poucos dias depois, surjam mais 3 ou 4 com os mesmos sintomas de congestão nasal, catarro, tosse, espirros, e por vezes, febre. No caso da gripe, o tratamento é sintomático, o que significa que basta controlar os sintomas que o próprio corpo se encarrega de curar a doença dentro de alguns dias. Se for detectada sinusite ou uma doença mais grave, como a pneumonia pode ser necessário o uso de antibióticos.

2. Vermes

Especialmente oxiúrus é facilmente transmitido de uma criança para outra porque ele provoca coceira na região anal e quando a criança coça os vermes ficam presos em suas unhas e depois podem se alojar nos brinquedos que são compartilhados entre as crianças. Quando uma outra criança pega no brinquedo contaminado e logo a seguir coloca a mão, agora já contaminada com vermes invisíveis na boca, também é contaminada. O tratamento é feito com medicamentos contra vermes indicado pelo médico pediatra.

3. Catapora (varicela)

Esta doença é a doença viral mais comum no berçário e na creche e basta uma criança ser contaminada para logo depois surgirem várias crianças com os mesmos sintomas: bolhas na pele que coçam intensamente e que se espalham em todo corpo. O tratamento é feito com medicamentos que controlam os sintomas diminuindo a  febre e a coceira. Nesse caso, a criança não deve frequentar a creche enquanto estiver com febre. Veja os remédios que podem ser usados aqui.

4. Conjuntivite

O vírus da conjuntivite passa facilmente de uma criança para outra. A conjuntivite causa coceira e irritação nos olhos e basta a criança coçar o olho infectado que o vírus presente na secreção se espalha em tudo o que esta criança toca. Como as crianças compartilham brinquedos, lápis e livros o vírus circula livremente dentro das salas, afetando um grande número de crianças num curto espaço de tempo. O tratamento é feito com colírios e antivirais indicados pelo médico pediatra.

5. Gastroenterite

Dor de barriga, gases, vômitos e diarreia são os sintomas da gastroenterite, uma virose que também é de fácil transmissão entre as crianças do infantário ou creche. O tratamento deve ser feito em casa com os remédios indicados pelo médico pediatra e a alimentação precisa ser feita em pequenas doses à base de purês de legumes com ovo ou carne magra ou branca cozida. Confira os remédios que podem ser usados aqui.

6. Infecção de ouvido

Também causada por um vírus que se instala dentro das vias aéreas superiores e que pode afetar a tuba de eustáquio, dentro do ouvido, a otite média também é muito comum nas creches, podendo causar perda da audição nas crianças. Os sintomas são dor de ouvido, choro, irritabilidade, febre e pode haver dor de barriga. O tratamento é feito com antibióticos indicados pelo médico pediatra.

7. Piolhos

A infestação de piolhos é uma das doenças mais comuns na creche. Os piolhos não pulam mas passam de uma criança para outro ao encostarem a cabeça, ao usar chapéu ou outro acessório de cabelo e até mesmo nos brinquedos de pelúcia. O tratamento é feito com shampoos contra piolhos e pente fino, mas até que a infestação esteja controlada na creche é possível haver uma nova infestação. Saiba como eliminar os piolhos definitivamente aqui.

Por que as doenças se espalham facilmente na creche?

Porque as crianças tem um contato muito próximo umas com as outras, porque elas não tem os nossos hábitos de higiene e colocam as mãos sujas nos olhos, na boca, coçam o bumbum e as mãos carregam e transmitem germes pelas superfícies, livros e brinquedos.

Como diminuir o risco de doenças na creche?

Para diminuir o risco de transmissão de doenças na creche é preciso que o local seja arejado e limpo diariamente. Optar por brinquedos de fácil lavagem e desinfecção também é o recomendado. Além disso, os professores devem sempre que possível manter as crianças limpas e lavar suas mãos antes das refeições.

Outro cuidado importante é garantir que todas as crianças estão devidamente vacinadas e que não permanecem nas instalações crianças com febre ou que estejam doentes.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!