Parentalidade

Como escolher a creche ideal?

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

Escolher uma creche para o seu filho não é uma tarefa fácil e deve ser bem ponderada para se sentir confortável e satisfeito com a escolha.



A creche ideal deve ir de encontro às necessidades do seu filho e por isso os seguintes aspetos devem ser considerados: espaço físico, projeto educativo e atividades, formação e número dos técnicos educativos, alimentação e nutrição, segurança e relacionamento entre técnicos e entre estes e as crianças. A proximidade de casa ou do emprego, a localização, a mensalidade e a referência de pessoas conhecidas também são fatores relevantes na escolha.

Dicas para Escolher a Creche

Antes de mais, recolha opiniões de amigos que tenham filhos em creches e faça uma lista de perguntas que quer ver esclarecidas. Selecione as creches perto da sua residência ou trabalho e inscreva o seu filho, isto porque, muitas vezes, as vagas são limitadas e a lista de espera é extensa.

Antes de tomar uma decisão definitiva marque uma visita às creches que gostou mais numa primeira análise. Durante a visita converse com a educadora que ficará na sala do seu filho, observe atentamente os espaços e não se esqueça de colocar todas as questões que considere relevantes.

Listamos alguns pontos que deve considerar antes de escolher a creche ideal para os seus filhos.

Localização da Creche

Dependendo dos horários de trabalho da família, é importante decidir se vai optar por uma creche perto de casa ou do emprego. Veja também se será necessário serviço de transporte e qual o custo extra que este terá.

Horário de funcionamento

Analise se o horário da creche é compatível com os horários da família. Poderá necessitar de usufruir do serviço de prolongamento de horário. Tenha em conta que, por norma, este serviço implica um custo extra.

Mensalidade

O valor da mensalidade varia bastante, quer se trate de uma creche pública ou privada. É muito importante que perceba o que está incluído na mensalidade. Por exemplo, se o almoço e o lanche estão incluídos ou devem ser providenciados pelos pais, se é necessário levar fraldas ou papa.

Espaço Físico da Creche

A criança precisa de espaço para brincar, para dar largas à sua imaginação, para aprender através do lúdico. Por isso, é importante que exista um espaço amplo, limpo e com luz natural para brincar, preferencialmente com acesso ao exterior. A forma como o espaço está organizado, os brinquedos e materiais de aprendizagem disponibilizados e as instalações sanitárias devem ser analisados em detalhe.

Cada grupo de idades deverá ter a sua sala exclusiva e deverá existir um espaço diferente destinado às refeições. De acordo com a lei portuguesa existe um número máximo de crianças por sala:

  • 10  – crianças que ainda não andam;
  • 14 – crianças que iniciam a marcha até aos 24 meses;
  • 18  – crianças entre os 24 e os 36 meses.

O berçário deve ter sala de berços, sala para atividades, copa de leites (com armários, esterilizador de biberões, frigorífico, fogão elétrico e zona de lavagem), zona de higienização (com muda fraldas, banheira, armário, recipiente hermético para fraldas sujas e espaço para arrumar produtos de higiene).

Projeto Educativo da Creche

É fundamental inteirar-se do projeto educativo da instituição e das atividades planeadas para as crianças. Pergunte quais as competências que vão ser trabalhadas e como, onde se vão realizar as atividades e com que tipo de materiais, quais as atividades a realizar com os pais, etc.

Informe-se também do horário de cada atividade: aprendizagem, atividade lúdica, atividades exteriores, refeições, hora de dormir, entre outras.

Alimentação Equilibrada

Esta é uma das áreas que pode trazer mais inquietação aos pais. Esteja atento a alguns aspetos em particular:

  • Confirme se existe uma ementa afixada e se esta é equilibrada e está elaborada por um nutricionista;
  • Visite o refeitório, de preferência durante o tempo da refeição para perceber como se processa a rotina da alimentação;
  • Peça para ver as instalações da cozinha onde a comida é elaborada.

Relacionamentos e Interação Social

Ao entrar na instituição que pretende conhecer, esteja atento à forma como recebem as crianças, à sua simpatia e afetividade ou não. Observe também como os vários profissionais interagem entre si.

Pergunte sobre a formação das educadoras e auxiliares. Por norma existe uma educadora e uma auxiliar educativa em cada sala. Questione se existe uma presença regular a nível de enfermagem, pediatria ou nutrição.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Criativa e apaixonada por implementar novas ideias!