Saúde Infantil

O que é motricidade fina e como desenvolver?

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

A motricidade fina é a capacidade para executar movimentos de precisão com controlo e destreza, por exemplo, usar uma tesoura ou um lápis de forma eficiente. No fundo, é a maneira como usamos os dedos, as mãos e os braços de forma coordenada para executar determinada atividade.



Quando a criança nasce, a motricidade fina não está desenvolvida, precisa de ser trabalhada. Por isso, é importante que crie condições para que a criança explore, descubra e experimente novas formas de utilizar os objetos.

O desenvolvimento desta competência possibilita, à posteriori, bons resultados na escrita e na matemática.

Algumas crianças com dificuldades de aprendizagem ou com autismo, por exemplo, poderão ter de trabalhar de forma mais específica para melhorar esta competência.

Rasgar, recortar, utilizar o barro ou a plasticina, pintar, etc, fomentam o desenvolvimento infantil e a criatividade, melhorando consideravelmente a motricidade fina.

Como Treinar a Motricidade Fina?

Pode treinar a motricidade fina de muitas formas, algumas delas bem simples.

Existem vários outros exercícios que pode utilizar.

Apenas necessita de uma tesoura e recorrer ao reciclado: revistas pequenas, grandes, enfim tudo o que tenha letras.

Permita que a criança procure as letras que pretenda: grandes, pequenas, grossas, finas, preto e branco, coloridas, etc. e as recorte.

Quando a criança já tiver provisão suficiente ajude-a a improvisar, deslocar, colocar as letras de forma  a obter o que pretende. Proceda à colagem daquilo que a criança montou.

Permita que a criança recorte de forma imperfeita, o mais importante é que recorte e reorganize o material cortado.

Exercícios para treinar a Motricidade Fina

Existem muitos exercícios para treinar a motricidade fina, que podem ser feitos em casa, na escola, num passeio ao ar livre… Algumas sugestões:

Rasgar papel livremente: em pedaços grandes, em tiras, em pedaços pequenos. Inicialmente use papel menos espesso e vá aumentando o nível de resistência;

Recortar com tesoura: treinar a forma de segurar a tesoura , cortar o ar, sem papel. Recortar vários tipos de papel com a tesoura: tiras de papel largas e compridas, formas geométricas e figuras simples desenhadas em papel dobrado;

Colar recortes em folha de papel livremente, recortes em folha de papel apenas numa área determinada, recortes sobre uma linha vertical, recortes sobre uma linha horizontal, recortes sobre uma linha diagonal.

Modelar com plasticina e barro em formas circulares, esféricas, achatadas nos topos, ovais, cónicas , cilíndricas, quadrangulares), etc.

Perfurar numa placa de esferovite (e/ou folha de cartolina) com agulha de croché ou caneta de ponta fina sem carga. Recortar pelo contorno figuras desenhadas em cartolina.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Criativa e apaixonada por implementar novas ideias!