Gravidez

O que á a Diabetes Gestacional e como tratar na gravidez

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

A diabetes gestacional é a consequência do acúmulo de açúcar no sangue durante a gestação devido à resistência à insulina que pode surgir nesta fase, consequência das alterações hormonais. As complicações mais frequentes devido à diabetes gestacional são:


  • Para a mãe: aumento das chances de cesariana e de pré-eclâmpsia;
  • Para o bebê: prematuridade, macrossomia, distocia de ombro, hipoglicemia e morte perinatal.

Nem sempre os sintomas estão presentes e podem facilmente ser confundidos com as alterações típicas da gravidez, como aumento da fome e da sede. Dessa forma, é de extrema importância a realização de exames de diagnósticos, sob pedido médico.

Como é feito o Diagnóstico de Diabetes Gestacional

O diagnóstico é feito com a realização do exame de glicemia em jejum e da glicemia após a toma de um xarope açucarado. A mulher poderá apresentar como possíveis resultados:

  • Diabetes Melitus: quando os valores são bastante altos desde antes da gravidez;
  • Diabetes Melitus gestacional: quando os valores sobem um pouco somente na gravidez, mas não o suficiente para o diagnóstico da DM fora da gravidez.

Caracteriza-se um quadro de Diabetes quando há resultado da glicemia acima de 126 mg/dL em jejum ou acima de 200 mg/dL em qualquer hora do dia. Pelo menos um dos valores do TOTG com 75g, realizado entre 24 e 28 semanas de idade gestacional, for ≥ a 92mg/dL no jejum; ≥ a 180mg/dL na primeira hora; ≥ a 153mg/dL na segunda hora. O TOTG 75g é preconizado para todas as gestantes que não apresentaram critérios para o diagnóstico de DMG ou DM no início da gravidez.

Qual o Tratamento para Diabetes Gestacional

O tratamento sempre é indicado pelo médico que acompanha a gestação. Há necessidade de registrar diariamente os valores da glicemia, tendo um aparelho próprio para o efeito, em casa. Adequar a alimentação, praticar exercícios diariamente e nos casos onde há necessidade, pode ser recomendada a toma de hipoglicemiantes orais e/ou insulina.

Confira quando os exercícios são contraindicados na gravidez.

Em relação à alimentação a gestante deve consumir uma menor quantidade de açúcares e carboidratos, adotando uma dieta alimentar rica em proteínas, vegetais e verduras. Frutas com pouco açúcar e ricas em fibras podem ser consumidas, assim como os produtos diet. O consumo de açúcar branco é proibido, devendo ser substituído pelo adoçante.

Na maior parte das vezes, nas mulheres que antes de engravidar não eram diabéticas e que apenas desenvolveram diabetes gestacional, os níveis de açúcar no sangue normalizam após o parto.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!