Saúde Infantil

Recém Nascido: cuidados que deve ter quando vai visitar

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

Você está todo feliz porque seu sobrinho, primo ou filho de uma grande amiga nasceu e está doido para fazer aquela visitinha à família, mas para que este seja um momento agradável para todos, você precisa estar atento a algumas situações que quem ainda não teve um bebê, pode nunca ter pensado!


Quando posso visitar o recém nascido?

Se você for da família direta ou se for um amigo muito próximo pergunte aos pais se pode visitar o bebê na maternidade, mas não estranhe se eles disserem que preferem que a visita seja em casa.

Visitar o bebê recém nascido em casa pode ser melhor e mais tranquilo para a família, no entanto, no 1º mês de vida do bebê é mais sensato não visitar, e esperar um pouco mais para a visita que poderá acontecer entre o 2º e o 3º mês de vida. Até lá você pode ligar ou fazer uma vídeo-chamada para ver o bebê.

Principais cuidados na visita ao recém nascido

Antes de ir visitar um bebê recém-nascido é preciso ter alguns cuidados para evitar transmitir alguma doença ao bebê indefeso. Por isso, antes de ir visitar o bebê, seja no hospital ou em casa, você deve:

  • Certificar-se de que encontra-se saudável, sem nenhuma doença contagiosa, mesmo que seja uma gripe ou resfriado, que podem ser muito perigosas para um bebê tão novo;
  • Contactar os pais para marcar um horário mais oportuno para a visita, evitando chegar de surpresa ou numa hora inapropriada;
  • Embora todos queiram segurar o bebê no colo, alguns pais não gostam dessa ideia, por isso não insista caso não veja abertura para pegar no bebê no colo;
  • Não dê beijos no bebê e evite passar as mãos no seu rosto ou segurar nas suas mãozinhas porque pode transmitir vírus ou bactérias que embora não sejam prejudiciais ao adulto, pode ser para o bebê, se não resistir em tocar, toque nas roupas, mantas ou nos pés, por exemplo;
  • Não vá nos horários das refeições, pode parecer estranho mas uma recente mãe tem muitos afazeres e pode ser indelicado aparecer na hora do almoço ou do lanche, cobrando alguma refeição. Só vá nestes horários caso você fique responsável pela refeição, neste caso, sua visita será muito apreciada!
  • O ideal é não levar outra criança para ir visitar o recém nascido, mas se não tiver outra hipótese, faça uma visita muito rápida, porque as crianças podem ficar agitadas, querer chamar atenção e acabar atrapalhando o ambiente, deixando o bebê irritado, fazendo-o chorar;
  • Que tal ajudar? Se tiver intimidade com a família, você pode oferecer sua ajuda com as tarefas domésticas, enquanto os pais se preocupam com o bebê, você pode lavar a louça, tratar da roupa suja ou fazer compras, por exemplo;
  • Se você não tomou todas as vacinas no tempo certo, evite visitar um recém-nascido porque ele ainda não tomou todas as vacinas que vai precisar ao longo da vida e você pode transmitir alguma doença que pode ser grave e fatal para o bebê;
  • Não é obrigatório, mas você pode levar um presente para o bebê como 1 pacote de fraldas, lenços humedecidos, kits de higiene ou algo sugerido pelos pais, nessa época as despesas com o bebê são muito altas e toda ajuda é bem-vinda;
  • Atenção às fotos! Peça permissão antes de tirar uma foto, especialmente se vai postar nas redes sociais, nem todos os pais são à favor disso, por isso respeite a opinião deles;
  • Ainda que você veja alguma situação que acha que pode ajudar, não dê palpites à torto e à direita. Ouvir as dificuldades que os pais estão encontrando é bom, mas impor a sua opinião é deselegante.

Se o bebê estiver chorando, inquieto e estiver na hora de mamar, fique atento, algumas mães preferem amamentar sossegadas no seu canto, por isso, pode ser o momento de ir embora. A visita ao recém-nascido também é uma visita a recente mãe, e esse momento pode ser muito stressante para toda família, por isso ajude no for preciso, e por vezes, o mais necessário é não ter julgamentos e não permanecer por muito tempo.

Quando o bebê pode sair na rua?

Nos primeiros 28 dias de vida, o recém nascido não deve ficar passeando por aí, sem necessidade, o ideal é que ele saia de casa somente para as consultas necessárias. Isso porque nosso ambiente está cheio de vírus, fungos, bactérias e outros parasitas que embora não sejam graves para nós, adultos, pode ser perigoso para um bebê indefeso.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!