Saúde Infantil

Obesidade Infantil: causas e tratamento

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

Quando a criança está muito acima do peso que deveria ter para sua idade, significa obesidade infantil.


O cálculo para saber se a criança está somente acima do peso ou se está obesa é feito com base num gráfico que analisa a altura e o peso de todas as crianças, que é defino pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com o Manual de Psiquiatria Infantil, é considerada uma criança obesa aquela que ultrapassa  15% do peso médio correspondente à sua idade, desde que esse excesso de peso seja causado pelo acumulo de gordura.

Como saber se a criança é obesa?

O cálculo do IMC  infantil e do adolescente é feito de forma ligeiramente diferente do cálculo para o adulto, tem de ter em conta mais variáveis. Consulte aqui como fazer o cálculo corretamente para saber se a criança está acima do peso que deveria estar.

O que causa a Obesidade Infantil?

Um estilo de vida cada vez mais sedentário, com pouca prática de exercício físico e uma alimentação desequilibrada são as principais causas da obesidade infantil. No entanto, obesidade infantil relaciona-se com vários factores: genéticos, psicossociais, nutricionais, metabólicos e endócrinos e isso não é diferente nas crianças, e por isso deve-se conversar com o pediatra sobre essa tendência ao engordar que a criança pode apresentar desde bebê.

Em termos nutricionais pode salientar-se o tipo de alimentos ricos em calorias, a irregularidade nos horários das refeições e a alimentação baseada em “comida de plástico” (fast-food).

Stress, ambiente familiar complicado, problemas escolares podem causar obesidade infantil. Algumas crianças recorrem à comida como forma de lidar com stress ou simplesmente quando estão irritadas, zangadas ou tristes.

Cerca de 10% da obesidade infantil advém de causas hormonais. Doenças endócrinas, como síndrome de cushing ou hipotiroidismo, manifestam-se através do peso em excesso.

A causa genética não pode ser colocada de lado, crianças portadores de síndrome de down, síndrome de turner ou outros distúrbios genéticos apresentam um aumento de peso e facilidade em adquiri-lo. Da mesma forma, crianças em que ambos os pais são obesos apresentam uma probabilidade de 80% de o serem também (quando um dos pais é obeso é cerca de 50% e quando nenhum dos pais é obeso 9%).

Alguns medicamentos, como os corticóides também podem levar ao aumento do peso.

Qual o Tratamento da Obesidade Infantil?

O tratamento da obesidade infantil passa pela reeducação alimentar e mudanças de comportamento assim como pela prática regular de exercício físico. Assim, é necessário realizar uma mudança na alimentação de toda família, reduzindo:

  • Alimentos ricos em gordura (ainda que sejam boas): carne gordurosa, queijos de cor amarelo escuro, bacon, linguiça, chouriça, leite integral…
  • Alimentos ricos em açúcar: biscoitos, bolachas, bolos, iogurtes, pão doce, balas…
  • Alimentos ricos em carboidratos: arroz, macarrão, pão, biscoito, bolo…

Assim, é recomendado comer diariamente legumes, frutas, verduras e carnes magras, além de leite e iogurte desnatado, queijo branco sempre em menor quantidade. Normalmente as crianças obesas além de comerem mal, exageram nas doses, e por isso é preciso reduzir pouco a pouco a quantidade de comida (aparentemente saudável ou não) que a criança come de cada vez.

Dieta para criança obesa perder peso

Regra geral uma criança de 3 anos necessita cerca de 1300 calorias por dia, uma criança de 10 anos cerca de 2000 calorias por dia e um adolescente cerca de 2800 calorias por dia dependendo da altura, do peso e do nível de atividade física diária.

A dieta deve ser rica em cereais, vegetais, frutos, produtos lácteos, carne, peixe e leguminosas, respeitando quantidades adequadas e horários próprios. Importante consultar um nutricionista para acompanhamento personalizado.

Exercícios indicados para criança obesa

Também se faz necessário aumentar o nível de atividade física da criança. A criança deve brincar ao ar livre, jogar bola, correr e se divertir dessa forma. O tempo de ociosidade em frente à TV ou com vídeo-jogos deve ser reduzido.

Confira 12 Jogos para Brincar ao Ar Livre com a criança para aumentar seu nível de atividade física!

Além disso, pode-se matricular a criança numa escolinha de futebol, voleibol ou outra atividade que ela goste e que a faça queimar mais calorias. Começar devagar é o ideal, se a criança não conseguir praticar atividade por mais de 20 minutos, pode-se começar com uma caminhada e ir apertando o passo aos poucos, em cerca de 1 ou 2 meses o fôlego da criança já deve aumentar, facilitando a prática de desporto.

Exemplo que vem de casa!

Não é fácil fazer uma criança obesa emagrecer, mas o exemplo também vem de dentro de casa. Quanto mais saudáveis os pais forem, e melhores refeições fizerem, maiores as chances da criança perder de peso mais rapidamente. O acompanhamento do pediatra e do nutricionista são muito importante para chegar ao peso ideal, sem perder saúde.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!