NEE Autismo

Greta Thunberg: ativista com Síndrome de Asperger

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

Saiba quem é Greta Thunberg, uma ativista com síndrome de asperger e que tem causado burburinho nos media. Conheça também algumas das características de autismo leve e algumas formas de lidar com crianças com esta síndrome.


Quem é Greta Thunberg?

Nascida em Estocolmo, Suécia, em 2003, Greta Tintin Eleonora Ernman Thunberg, é uma jovem ativista no tema do clima. Inicialmente começou a fazer greve às sextas feiras. Nesse dias, não ia às aulas, sentava-se na porta do parlamento sueco com cartazes defensores do meio ambiente. A sua atitude conquistou estudantes europeus e não só, mobilizando globalmente pessoas para participarem da causa climática. Esse movimento ganhou um nome: Fridays for Future.

Greta Thunberg tem Autismo?

Sim, Greta foi diagnosticada aos 12 anos com síndrome de asperger, manifestação leve dentro do espectro autista. Por isso e como característica típica do autismo, esta ativista foca num tema (neste caso o clima, procurando incessantemente informações sobre esse tema).

Sintomas do Autismo que Greta apresenta

  • Dificuldade em expressar corretamente emoções, como alegria ou tristeza;
  • Fraca interação social em diversos contextos;
  • Compreensão literal do que é falado ou perguntado;
  • Rigidez de pensamento;
  • Dificuldade em manter o contacto visual;
  • Expressão facial diferente das emoções sentidas;
  • Grande capacidade de focar nos detalhes quando gostam de um determinado tema;
  • Interesses restritos;
  • Comportamentos e padrões repetitivos;
  • Movimentos esteriotipados (balançar corpo).

Muitas vezes o autismo está associado a outras dificuldades de aprendizado, como hiperatividade ou défice de atenção. Por norma crianças com autismo leve ou outro do espectro autista necessitam de rotinas, mas são perfeitamente capazes de aprender e ser sucedidas na sua vida pessoal e profissional. Apenas necessitam de adaptar algumas estratégias para evitar que sintam explosão de sensações. Por exemplo, evitar fazer trabalhos de grupo ou apresentar trabalhos em locais muito barulhentos.

Eu tenho Asperger e isso significa que, às vezes, eu sou um pouquinho diferente da norma. E dadas as circunstâncias, ser diferente é um superpoder. (Greta Thunberg)

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Empreendedora digital, criativa e apaixonada por implementar novas ideias!