Saúde Infantil

Febre amarela: vacina, principais sintomas e tratamento

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

A febre amarela é uma doença infecciosa causada pela picada do mosquito contaminado do gênero Haemagogus e Aedes Aegypt, que pode acontecer em meio urbano ou nas florestas. No Brasil não existem registros de febre amarela acontecendo nas cidades desde a década de 40, onde foi registrado o último caso, no Acre, havendo apenas registros de casos de contaminação nas florestas em pessoas não vacinadas.


Ao adentrar o corpo humano o vírus da febre amarela atinge os vasos linfáticos, fígado, rins, coração, pulmões, sistema digestório e cérebro. O nome da doença está relacionado ao fato de haver febre e da pele ficar amarelada, uma situação cientificamente chamada icterícia:

Quem pode ter Febre Amarela?

Qualquer pessoa que não tenha tomado a vacina e as que moram em locais onde a doença se encontra presente, próximo à floresta amazônica.

Quais os sintomas da Febre Amarela?

A doença se manifesta através dos seguintes sintomas:

  • Febre alta;
  • Dor de cabeça;
  • Mal-estar;
  • Calafrios;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Cansaço;
  • Fraqueza.

Nos casos graves pode haver ainda pele e olhos amarelados, choque e insuficiência múltipla dos órgãos, havendo grande risco de morte, caso a pessoa não seja tratada adequadamente dentro de 1 semana.

Como se confirma?

Por meio de exames de diagnóstico como MAC-Elisa, PCR ou isolamento do vírus em cultura. No entanto, estes exames só podem ser realizados em laboratórios de referência.

A febre amarela é uma doença de notificação complusória, isso quer dizer que, sempre que for identificado um caso da doença as autoridades sanitárias devem ser obrigatoriamente informadas para que sejam tomadas medidas para o seu controle.

Isso porque se um mosquito picar uma pessoa com febre amarela, este mosquito pode ficar contaminado, e ao picar outras pessoas, espalhar a doença.

Qual o tratamento da Febre Amarela?

O tratamento é de suporte, não havendo nenhum medicamento específico para essa doença. É necessário que a pessoa fique internada no hospital para receber os medicamentos necessários para controlar os sintomas. Nos casos mais graves pode ser necessário realizar hemodiálise e transfusão sanguínea.

Esquema de vacinação

No Brasil são recomendadas 2 doses da vacina contra Febre Amarela, com intervalo de 10 anos entre elas. A 1ª vacina pode ser administrada nos bebês com 9 meses de vida e um reforço aos 4 anos.

Para as pessoas que moram em locais próximos à floresta amazônica, devido ao maior risco de contaminação com a doença, é recomendada ainda mais uma dose fracionada dessa vacina.

Pessoas que pretendem viajar para áreas onde podem pegar a doença também precisam ser vacinadas sendo a 1ª dose 10 dias antes da viagem.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!