Saúde Infantil

Impetigo: sintomas e tratamento desta doença de pele

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

O impetigo é uma doença altamente contagiosa que afeta sobretudo crianças de 2 a 6 anos de idade, formando feridas na pele. Essa doença é causada pela entrada de bactérias na pele, sendo as mais comuns estafilococos  (Staphylococcus Aureus) e estreptococos (Streptococcus).


Dependendo da bactéria, o impetigo pode assumir duas formas: comum ou bolhoso. O primeiro tipo começa por ser uma pequena bolha que rebenta, criando uma crosta amarelada, cor de mel. O segundo tipo cria grandes bolhas, que também rebentam deixando uma ferida avermelhada e húmida.

Sintomas de impetigo

Os sintomas de impetigo são fáceis de reconhecer:

Impetigo não-bolhoso ou superficial simples

  1. Feridas que começam no rosto, perto do nariz e da boca, ou nas pernas;
  2. Feridas avermelhadas que formam crosta cor de mel com borda avermelhada;
  3. A ferida pode, ocasionalmente, causar coceira.

Impetigo bolhoso

  1. Começa com uma bolha transparente com conteúdo claro, medindo mais de 1cm que arrebentam e depois apresentam base avermelhada.
  2. Nos bebês pequeninos as feridas afetam preferencialmente a região da fralda e axilas;
  3. Nas crianças maiores afeta especialmente braços e pernas.

A criança pode apresentar poucas feridas ou inúmeras ao mesmo tempo. É recomendada uma consulta médica e o diagnóstico é feito com base nos sintomas apresentados, sem necessidade de exames específicos. O relato de outras crianças próximas com os mesmos sintomas facilitam o diagnóstico.

Como é a transmissão

O impetigo propaga-se pelo contacto direto, portanto esteja atento ao rosto e corpo do seu filho ou educando. Quando uma criança apresenta esta doença várias outras podem ser contaminadas num curto espaço de tempo, sendo comum a contaminação entre irmãos.

Picadas de insectos, cortes, ou outro tipo de ferimentos aumentam o risco de desenvolver essa doença. É por isso de extrema importância a desinfecção e cuidado de qualquer ferida da criança, assim como hábitos de higiene diários.

Criança com impetigo pode ir à creche ou escola?

Não. Por se tratar de uma doença altamente contagiosa, a criança com impetigo não deve frequentar a creche ou a escola enquanto apresentar feridas úmidas. Enquanto a ferida não está completamente seca há risco de transmissão para outras crianças.

Tratamento para Impetigo

O tratamento deve ser recomendado pelo médico, mas normalmente é feito com o uso de pomada antibiótica para aplicar diretamente nas lesões e nos casos mais graves, quando a criança apresenta mais de 10 feridas importantes pode-se recomendar a toma de antibiótico em forma de xarope.

Os cuidados com a higiene pessoal são igualmente importantes:

  • É preciso lavar as mãos com água e sabão várias vezes ao longo do dia;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como copos, talheres e toalhas;
  • Desinfectar as superfícies com álcool em gel (pois não evapora tão rápido);
  • O banho deve ser feito com um sabonete antibacteriano por cerca de 15 dias;
  • Roupas e roupas de cama e banho devem ser trocadas diariamente para diminuir o risco de recontaminação e de infectar outros da mesma casa.

Para tratar das feridas deve-se remover a crosta com soro fisiológico e uma solução de clorexidina e a seguir aplicar a pomada antibiótica.

O impetigo dura de 10 à 15 dias e na maior parte dos casos só acontece uma vez na vida.

Bibliografia

  1. Impetigo. Sociedade Brasileira de Dermatologia.
  2. Impetigo. BMJ. 2019.
  3. Piodermites. Tratado de pediatria. Sociedade brasileira de pediatria. 4ª edição. Vol.1.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!