Saúde Infantil

Células Estaminais: O que são e para que servem

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

As células estaminais são as ‘células mãe’ porque tem a capacidade de gerar outras células que podem originar órgãos e tecidos de todo o corpo. Elas podem ser colhidas no cordão umbilical do bebê logo após o nascimento e poderão ser armazenadas em baixíssimas temperaturas em laboratórios especializados para serem utilizadas posteriormente, quando houver necessidade.


Para que servem?

Estas células estaminais servem para restaurar tecidos ou órgãos ao longo da vida. O que é bastante útil em caso de doenças crônicas ou severas que não tem cura com os tratamentos convencionais. Este é um tratamento revolucionário e acredita-se que poderá salvar muitas vidas já num futuro próximo.

Como obter?

O corpo humano continua produzindo uma pequena quantidade de células estaminais ao longo da vida, mas a sua maior concentração é encontrada  no cordão umbilical de cada bebê. No entanto, por uma série de razões as células retiradas de um bebê só poderão ser utilizadas por este bebê ou sua família direta.

Como se utiliza?

Se o indivíduo possui suas células estaminais colhidas logo após o nascimento o médico poderá indicar sua utilização em caso de doenças graves que não tem sucesso com os tratamentos convencionais.

Que doenças trata?

Podem ser tratadas doenças do sangue e do sistema imunitário, como por exemplo:

  • Leucemia;
  • Anemia Refratária, Aplástica, de Falconi e outras;
  • Linfoma de Hodking;
  • Linfoma não-Hodking;
  • Porfiria;
  • Síndromes como Howling, Schies, Hunter, Sanfilippo, Morquio e várias outras;
  • Adrenoleucodistrofia;
  • Mieloma múltiplo.

São cerca de 80 doenças que nesse momento podem ser tratadas com as células estaminais, no entanto, ainda estão em fase de ensaios clínicos várias outras, como Autismo, Encefalopatia, Alzheimer, Atraso do desenvolvimento, Parkinson, AVC, lesão da medula espinhal, Traumatismo Craniano, Doença de Chron, Esclerose Múltipla, cardiomiopatia, Diabetes, e uma série de outras doenças.

Quantas vezes pode-se usar?

É recomendado usar apenas uma vez as células estaminais que tenham sido colhidas para evitar recaídas ou que o tratamento através da transfusão de sangue não tenha o efeito esperado. No entanto, isso depende da doença a ser tratada e do peso corporal do paciente.

Quem pode armazenar?

Tendo em conta que as células estaminais são retiradas do cordão umbilical, os pais devem procurar um laboratório especializado que realize a coleta, o armazenamento correto e se responsabilize pelo uso do material colhido. Este não é um processo fácil de se conseguir, pois é bastante dispendioso não estando acessível a maior parte da população mundial.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!