Seja prático com o seu filho disléxico

Seja prático com o seu filho disléxico, a sua ajuda é imprescindível e essencial. Pode ajudar o seu filho de muitas maneiras práticas. Aqui encontra algumas sugestões:

Leia para o seu filho, não importa a idade. Não precisa de  estar sempre a perguntar, mas deixe o seu filho saber que está disponível para o fazer. Provavelmente vai pedir a sua ajuda até aos 15 ou 18 anos. Estar na escola implica ler bastante e muitos disléxicos apercebem-se que passado pouco tempo não estão a compreender o que estão a ler. Aqui é o momento certo para prestar o seu apoio: leia pequenos trechos, de forma pausada, com acentuação e explicando alguma palavra que ainda não seja conhecida do seu filho.

Passe a computador as notas. Tirar notas é bastante difícil para um disléxico, especialmente do quadro. A letra não estará no seu melhor e provavelmente omitirá várias letras. Ao passar as notas a computador ajuda o seu filho quando precisar dos apontamentos para estudar.

Grave as obras literárias ou procure gravações já existentes. Peças de teatro, telenovelas ou séries baseadas em livros também são um óptimo recurso. É de grande utilidade quando o disléxico pode aprender acerca de uma obra recorrendo à imagem e não apenas à palavra.

Motive-o: é vital que o seu filho esteja motivado. Poderá fazê-lo através dos seus pontos fortes, dos seus interesses. Promova actividades de lazer que proporcionem ao seu filho prazer e sentimento de “conseguir fazer”.

Elogie, não assuma  como garantido o progresso em determinada área, por exemplo, melhoria da letra. É sempre mais fácil reclamar, do que elogiar, mas lembre-se embora possa parecer seguro, o seu filho bem lá no fundo está ansioso. Contribua para a sua auto confiança e auto-estima de forma positiva.