Parentalidade

Chupeta: usar ou não?

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

Usar chupeta é bom ou mau para o bebê? Prejudica a dentição? Acalma realmente o bebê? Confira as vantagens e desvantagens do uso da chupeta e decida se quer que o seu filho use!


Quais as Vantagens da Chupeta?

Pela quantidade vendida nas farmácias e nos mercados, a chupeta continua a ser muito utilizada pelos pais. Listamos as principais vantagens da utilização da chupeta:

Acalma o bebê
Normalmente, a chupeta tem um efeito calmante no bebê, tranquilizando-o. É uma forma de autocontrolo, de conforto, enquanto os pais não podem responder imediatamente à necessidade do bebê.

Induz o sono do bebê
O simples movimento de sucção ajuda o bebé a adormecer mais rapidamente, facilitando na hora de dormir.

Previne o chupar no dedo
Se não usarem chupeta, os bebês vão chuchar no dedo. O hábito continuado de chuchar no dedo pode prejudicar os maxilares, causando deformação na arcada dentária e alteração da produção de sons.

Pode ser controlado
O uso da chupeta pode ser controlado pelos pais, o que não acontece com chuchar do dedo, por exemplo.

Reduz o risco de Síndrome de Morte Súbita
Alguns estudos sugerem que o uso de chupeta para dormir pode causar uma diminuição do risco de SMSL.

Quais as Desvantagens da Chupeta?

Embora a sua utilização traga vantagens para os pais e para o bebê, o facto de usar chupeta também pode causar algum desconforto:

Pode interferir com a amamentação
Normalmente as crianças que usam chupeta todo o tempo, mamam por menos tempo. Como mamar no peito e na chupeta é diferente, o bebê pode sentir dificuldade. Por isso, os especialistas aconselham a oferecer a chupeta quando a amamentação já está bem ajustada.

Favorece o aparecimento de otites
Crianças que usam chupeta têm mais frequentemente otites do ouvido médio. A razão prende-se com o músculo que movimenta a tuba auditiva, que não é adequadamente estimulado com o movimento de sucção da chupeta, causando o acúmulo de secreção nos ouvidos.

É uma fonte de vírus bactérias
A chupeta pode conter vírus e bactérias, especialmente se não for devidamente higienizada.

Pode provocar o atraso da linguagem
Se o bebê está sempre com a chupeta, pode atrasar o desenvolvimento da linguagem, pois tem a tendência a vocalizar menos e a experimentar os sons.

Pode prejudicar a dentição 
Se a chupeta for usada o tempo todo e por um longo período de tempo, pode causar problemas a nível de dentição, como o desalinhamento dos dentes, a alteração do formato da boca e problemas de mastigação. O risco aumenta se o hábito de usar chupeta se prolongar para além dos 2 anos de idade.

Que Cuidados deve ter com a Chupeta?

Se após avaliar os prós e os contras, decidir que o seu filho deve usar chupeta, tome precauções para que seja usada apenas quando necessário. Quando o seu filho larga a chupeta, ao brincar ou adormecer, não precisa de voltar a colocar.

Os tipos de chupeta existentes variam em forma, tamanho e material. Opte pelas chupetas com o tamanho apropriado à idade do seu filho e não use fios ou correntes para segurar a chupeta. Se precisar de segurar, enrole a chupeta numa das pontas de uma fralda de pano.

Para higienizar a chupeta passe por água quente corrente. Substitua a chupeta sempre que estiver gasta ou no máximo, de 2 em 2 meses, preferencialmente por um modelo semelhante.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Empreendedora digital, criativa e apaixonada por implementar novas ideias!