Saúde Infantil

Menino ou menina: como saber o sexo do bebê?

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

Antigamente era preciso esperar pelo nascimento do bebê para saber se é menino ou menina, hoje em dia existem exames que podem identificar o sexo do bebê desde o início da gestação, de forma segura e com taxa de acerto acima de 98%. Indicamos aqui os 3 melhores exames para identificar o sexo do bebê:


1. Ultrassom

É possível descobrir qual o sexo do bebê desde as 8 semanas de gestação, sendo o exame de ultrassom o mais comum e econômico meio de fazer essa descoberta. No entanto, até mesmo médicos experientes podem se enganar ao observar a genitália do feto tão cedo, e por isso, a maioria dos médicos só consegue afirmar qual é o sexo do bebê na ecografia às 12 semanas de gestação.

A visualização dos genitais, da vulva ou do pênis no feto requer um equipamento devidamente ajustado, e por isso em locais onde o aparelho de ultrassom é antigo ou encontra-se desregulado, pode haver alguma falha na detecção do sexo do bebê. Por isso, em caso de dúvida o médico pode esperar o bebê crescer um pouco mais até as 20 semanas para afirmar se é menino ou menina.

2. Sexagem Fetal

Um outro exame que também pode identificar o sexo do bebê desde cedo é a sexagem fetal, um exame pouco conhecido, e dispendioso, que analisa o DNA do feto através de uma amostra de sangue da mãe.

Basicamente o teste sexagem fetal avalia se existe o cromossomo Y na mulher, e caso haja, isso indica que a mulher está esperando um menino, porque ela mesma só possui cromossomos XX. Caso só sejam identificados cromossomos XX, isso indica que ela está esperando uma menina. Este exame tem 100% de chance de acerto, mas nem sempre é fácil de se encontrar um local para o fazer.

3. Aminiocentese

O exame de aminiocentese é mais invasivo, e nem toda gestante precisa realizar. Ele é realizado retirando uma amostra do líquido amniótico, sendo mais indicado para identificar doenças genéticas graves, mas pode identificar o sexo do bebê com uma precisão de 100%, no entanto ele não é indicado apenas como forma de descoberta do sexo do bebê porque aumenta o risco de aborto e de parto prematuro e existem outros exames mais baratos e de fácil acesso para isso.

Crendices Populares

O formato da barriga, a presença de enjôos, frequência cardíaca fetal, tabela chinesa e a posição da placenta NÃO são confiáveis e tem alta taxa de erro e por isso não são aceites pelos médicos. Estas crendices podem servir apenas de curiosidade e para tentar adivinhar se o bebê é menino ou menina tendo 50% de chance de erro. Isso indica que em metade das grávidas haverá acerto e em outra metade, haverá engano.

Se você deseja muito saber qual o sexo do bebê espere pelo tempo certo para não se enganar e tomar decisões precipitadas. Se o objetivo é comprar o enxoval do bebê, talvez a melhor opção seja comprar ítens com cores neutras como branco, bege e amarelo e esperar por exames com maiores taxas de acerto antes de comprar vestidos ou gravatas borboletas, por exemplo.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!