Saúde Infantil

14 Ideias de Papinhas Saudáveis para Bebês

Escrito por Marcelle da Costa

A OMS recomenda a amamentação exclusiva até os 6 meses de vida do bebê e à partir dessa fase deve-se introduzir pouco a pouco os legumes, frutas e carnes magras. O pediatra deverá orientar sobre os alimentos que o bebê poderá comer à cada mês.


Nos primeiros 6 meses de vida é considerado uma fase de adaptação à alimentação e é importante que estes momentos sejam agradáveis e os sabores sejam interessantes para que o bebê não tenha dificuldade para comer de forma saudável por toda vida. É normal que o bebê estranhe nas primeiras tentativas, mas ele tende a fazer tudo por repetição, por isso se toda família se sentar à mesa para comer, o bebê também irá imitar esse comportamento estando mais aberto às novidades alimentares.

Papinhas doces para bebês

Você pode cozinhar as frutas e intercalar seu consumo, fazendo um purê saudável por dia:

  1. Banana + maçã cozidas e amassadas;
  2. Manga + maracujá e iogurte natural;
  3. Ameixa + pera amassadas;
  4. Laranja + cenoura + biscoito de maisena;
  5. Abacate + leite;
  6. Mamão + laranja + iogurte natural;
  7. Banana + laranja + maçã.

Uma ótima dica é amassar as frutas com um garfo, misturar tudo muito bem e oferecer imediatamente ao bebê, porque se deixar para depois a fruta pode oxidar, ficar escura e amarga, e o bebê acabar recusando a papinha.

Papinhas salgadas para bebês

Como opção de papinhas que o bebê pode comer:

  1. Frango com cenoura e abóbora;
  2. Abobrinha com carne de vaca;
  3. Batata doce, cenoura, chuchu e frango desfiado;
  4. Batata, cenoura, beterraba com ovo cozido;
  5. Batata baroa, cenoura, abóbora e carne de coelho;
  6. Inhame, cará, abobóra e couve com peixe cozido;
  7. Abóbora, brócolis, chuchu, repolho e carne de porco desfiada.

Para cozinhar a papinha salgada você pode cozinhar os legumes com água e sal e temperar com ervas aromáticas como salsa, cebolinho, alecrim, orégano e depois acrescentar um fio de azeite. As carnes devem ser temperadas de forma mais natural possível evitando-se os temperos prontos. A carne deve estar bem macia antes de desfiar para oferecer ao bebê.

Após 1 ano de vida o bebê poderá comer da mesma comida de toda família, desde que esta seja saudável. Refrigerantes, comidas muito gordurosas, pesadas, de difícil digestão e fritas não são interessantes para oferecer para uma criança tão pequena. Aproveite a oportunidade para mudar os hábitos alimentares de toda família, se este for o caso.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!