Parentalidade

7 Dicas para escolher o nome do bebê

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

Logo depois que a mulher descobre que está grávida, uma dúvida paira no ar: Qual nome dar ao bebê? Uma dúvida que paira em cima da cabeça de todos os pais em algum momento da gestação e que tem tempo determinado para ser sanada, aumentando a pressão. E quando os pais querem nomes diferentes para o bebê? O que fazer?


Para esclarecer esta dúvida temos aqui algumas sugestões:

1.Faça uma lista com os nomes que gosta

Não precisa ser uma lista muito extensa, aliás, é até melhor que seja sucinta, para facilitar a escolha. Muitas vezes, quanto mais opções, mais difícil escolher.

2. Faça uma lista dos nomes que realmente não gosta

Para alguns pais é mais fácil escolher após eliminar uma série de nomes que não estão adequados.

3. Fuja das modinhas

Lembre-se que as modas vêm e vão. Um nome da moda pode soar bem agora, mas se você ou se a criança não vão apreciar o nome no futuro, melhor não arriscar.

4. Faça uma homenagem a algum ente querido

Muitas famílias optam por escolher um nome que já esteve entre eles. Homenagear o pai, a mãe ou os avós é o mais comum, mas tenha atenção ao fato de que esta pessoa pode vir a te decepcionar na vida, e o nome da criança pode não trazer boas recordações.

5.  Procure o significado do nome

Às vezes o nome pode soar bem, mas seu significado pode ser estranho, por isso é sempre bom conseguir identificar este fato antes de batizar a criança para não se arrepender depois.

6. Atenção à pronúncia e à escrita do nome

Por vezes os pais escolhem os nomes de atrizes e atores que vêem na TV por causa da sonoridade e depois não sabem pronunciar, nem escrever corretamente. Isso pode causar transtornos futuros, como o bulying, por isso esteja atento a este fator.

7. Ouça a opinião dos irmãos mais velhos

Se você está à espera do 2º, 3º ou 4º filho, a família pode participar indicando uma série de nomes que todos gostam. Façam uma votação, coloquem numa lista os nomes que agradam a todos.

Em último lugar você pode reduzir as possibilidade para apenas 2 ou 3 nomes e depois sortear o nome que será eleito. Só não vale mudar de opinião depois. Enquanto vocês não decidem o nome da criança podem colocar um ‘apelido’ ou uma forma carinhosa de se referir a ele, porque a conversa entre a mãe e o bebê é muito importante para o vínculo afetivo nos primeiros momentos depois do nascimento.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!