Parentalidade

6 Dicas para se preparar para a aventura de ser Pai

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

A figura do pai é de extrema importância para o desenvolvimento emocional da criança e para ser um bom pai é preciso saber demostrar e também estar disponível para receber afeto. A criança precisa de atenção e carinho para se sentir segura, quando nasce o bebê é completamente dependente da ajuda dos pais para sobreviver, pois sozinha ela não consegue se alimentar e cuidar de si.


Como não basta ser pai, tem que participar, separamos aqui algumas dicas para se preparar para ser um Bom Pai:

1. Esteja por perto

Se possível, acompanhe o crescimento do bebê ainda na barriga da mãe. Esteja com ela no seu dia a dia, vá às consultas do pré-natal e esteja disponível para conversar sobre o futuro e o que desejam para o bebê. Mesmo que seu filho ainda esteja na barriga, saiba: você já é pai. Se não puder estar presente, faça uma chamada telefônica ou use a facilidade da internet para uma vídeo-chamada para acompanhar a consulta.

2. Converse com seu filho

O bebê já consegue ouvir e reconhecer a voz dos pais desde a gestação e por isso para estreitar laços você pode já ir conversando com a criança para que ela se habitue ao seu tom de voz, isso também irá ajudar a acalmar o bebê depois do nascimento. Brincar com o bebê ainda na barriga da mãe é uma excelente forma de fazer a criança te reconhecer depois de nascer.

3. Participe das tarefas diárias

Todos os dias o bebê irá precisar de atenção, alimentação e cuidados com a higiene, tarefas que normalmente são atribuídas à mãe, entretanto é possível que pai possa ajudar a trocar fraldas, dar banho, alimentação, brincadeiras, levar ao médico, fazer compras e passear. Divida as tarefas com a mãe, ela vai agradecer e muito!

4. Saiba educar

Existem diferentes formas de educar uma criança, a família deve escolher qual vai usar como estratégia para que haja consistência no método. Pai e mãe devem estar de pleno acordo com os objetivos e meios para alcançá-los, sempre com respeito mútuo. Se bater não é uma opção que isso fique claro para todos, desde o início. Deixe as regras claras, assim como as excessões.

5. Prepare-se financeiramente

Ter um filho traz algumas despesas e por isso esteja preparado para um aumento dos gastos. Reservar uma quantia mensalmente durante a gravidez é uma boa estratégia para uma eventual necessidade. Com o nascimento do bebê serão precisas consultas médicas, vacinas, fraldas, vestuário e alimentação, por isso prepare-se emocionalmente para gastar um pouco mais do que está habituado. Se for preciso, diminua os gastos supérfuos para que possa investir mais naquilo que realmente importa.

6. Prepare-se psicologicamente para mudanças

Esteja ciente de que a vida não será exatamente a mesma, provavelmente será preciso acordar durante a noite porque o bebê chora, ter que adiar uma viagem ou passeio porque o bebê ficou doente ou diminuir as vezes em que vai ao futebol, por exemplo. Criar um bebê tem seus custos e sacrifícios, mas é algo que compensa. Quando ele te chamar de pai, você vai se emocionar e se encher de orgulho.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!