Escola

7 Dicas para Manter a Concentração na Sala de Aula

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

Hoje em dia parece que manter alunos concentrados durante o tempo de aula aula, num seminário ou em outra atividade parece ser algo difícil, mas é possível! Com algumas estratégias e persistência consegue ter os alunos super concentrados!


Dicas para ajudar a Concentrar na Sala de Aula

Talvez o mais importante é estar atento aos seus alunos, mantendo o contacto visual. Os alunos sentem-se valorizados e ao mesmo tempo pode aperceber-se dos sinais indicadores de que está a perder a sua atenção.

Alguns desses sinais são sussurrar, falar com outros,  arrastar/abanar os pés, mexer em objetos, olhar para baixo ou noutra direção, focar a atenção noutro local, por exemplo a janela ou o quadro, em vez de olhar para si, olhar para relógio, pegarem alguma coisa para ler, etc.

Se vir alguns destes sinais quer dizer que perdeu a atenção dos seus alunos, mas nada está perdido, tem de aprender a recuperá-la:

1. Vá direto ao assunto e passe para o ponto seguinte
Quando se repete muitas vezes a mesma ideia, os alunos “desligam”, por isso fale o essencial sobre cada ponto e use apenas exemplos, ilustrações ou outros de forma moderada. Se divagar ou utilizar demasiados recursos perde a atenção dos alunos.

2. Utilize linguagem adequada
Se usar palavras muito complicadas ou que necessitem de uma grande explicação e com as quais os alunos não estão familiarizados irá perder a sua atenção. Isto não quer dizer que não poderá ensinar-lhes coisas novas, apenas torne o novo conhecimento e o novo vocabulário acessível e gradual. Algo importante, não aja de forma diferente, utilizando linguagem que os alunos sabem que não é sua, vai soar falso e terá o efeito contrário, ou seja perderá a sua atenção.

3. Faça perguntas
Interação é uma das formas de manter os alunos concentrados. E isto é muito simples, apenas faça uma questão para a qual quer mesmo uma resposta (não perguntas retóricas). Utilize perguntas generalistas, que não sejam demasiado pessoais, mas relacionadas com experiências. Por exemplo, “quem nunca perdeu alguma coisa?”.

4. Utilize o humor
O humor, contar uma piada e consequentemente uma boa gargalhada são uma excelente forma de manter os alunos concentrados no que está a dizer. No entanto, tenha algum cuidado, pois como educador está sempre a ensinar: não use piadas culturais, raciais, insultuosas ou simplesmente de mau gosto. Normalmente a melhor maneira é brincar com as suas próprias experiências, situações do dia-a-dia que se adequem ao que está a falar. Se não se sentir confortável, simplesmente não utilize este recurso.

5. Estimule o movimento
Mover o corpo motiva o cérebro. Por isso, adicione atividades motoras aos momentos de aprendizagem. Fazer algum tipo de jogo ou atividade que implique movimento é uma das formas de fazer com que a criança tenha maior foco e concentração.

6. Proporcione pausas 
Organize o tempo de forma a que os alunos possam ter intervalos regulares para descanso mental. Para além de intervalos, varie e intercale as atividades dentro de sala.

7. Faça mudanças
Algo que sempre capta a tenção é mudar algo. Assim, se os alunos estão a ficar sonolentos, faça algo! Pode ser mover-se pela sala, aumentar o volume da voz, falar mais rápido ou simplesmente ficar em silêncio.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Empreendedora digital, criativa e apaixonada por implementar novas ideias!