Perturbação Emocional na sala de aula

 

Perturbação emocional na sala de aula é algo real e é possível trabalhar. Perturbação emocional na sala de aula pretende modelar o comportamento através do reforço positivo para conduzir a uma melhoria da atitudes e comportamentos.

Perturbação Emocional na Sala de Aula

Para alunos com esta problemática é de extrema importância a estrutura de uma sala de aula. Os limites devem ser claros e explícitos, assim como as consequências para comportamentos inadequados. Sempre que um limite é ultrapassado e um comportamento inadequado surge, as consequências têm de ser colocadas em prática de forma consistente.

O educador deve trabalhar no sentido de estabelecer uma boa relação com o aluno emocionalmente perturbado, aproveitando cada oportunidade que surja ao longo do dia para reforçar os sentimentos de valor pessoal do aluno. Por exemplo, através de contacto visual, de um sorriso, um elogio verdadeiro acerca de um trabalho ou até mesmo proximidade física consolidam a relação educador-aluno.

O educador deve estar sensível para o facto do aluno demonstrar algum sinal que está a ter alguma dificuldade ou a ter uma crise emocional, ou seja o aluno poderá estar prestes a perder o controlo. O ideal será permitir que o aluno se desloque para um espaço predefinido para recuperar o controlo e ganhar uma nova perspectiva sobre determinado acontecimento.