Atividades Natal

Provérbios de Natal

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

O Natal é uma altura do ano passada em família e com amigos mais chegados. Os provérbios de Natal são engraçados para partilhar com as crianças nesta altura do ano à volta da mesa, para valorizar os mais velhos. Deixamos algumas sugestões que pode usar no Natal!


Natal é dar um beijo pela manhã ao pai e à mãe.

Provérbios de Natal

Enquanto está a preparar os doces de Natal ou mesmo à mesa, aproveite para partilhar provérbios de Natal com os mais novos:

  • Ande o frio por onde andar, no Natal cá vem parar.
  • Até ao Natal um saltinho de pardal.
  • Até ao Natal salto de pardal, de Natal a Janeiro salto de carneiro e de Janeiro a Fevereiro salto de outeiro.
  • Os dias de Natal são saltos de pardal.
  • Caindo o Natal à segunda-feira, o lavrador tem de alargar a eira.
  • De Santa Catarina ao Natal, bom chover e melhor nevar.
  • De Santa Catarina ao Natal, mês igual.
  • De Santa Luzia ao Natal, ou bom chover ou bom nevar.
  • De Natal a Janeiro, um salto de cordeiro
  • Depois de o Menino nascer, é tudo a crescer.
  • Dezembro nasceu Deus para nos salvar.
  • Do Natal a Santa Luzia cresce um palmo em cada dia.
  • Do Natal a São João, seis meses são.
  • Dos Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento.
  • Dos Santos ao Natal bico de pardal.
  • Em dia de festa e Natal, atesta a barriga, não faz mal.
  • Entrudo borralheiro, Natal em casa, Páscoa na praça.
  • Laranja antes do Natal livra do catarral.
  • Mal vai Portugal se não há três cheias antes do Natal.
  • Namoro de Carnaval, não chega ao Natal.
  • Quem colhe azeitona antes do Natal deixa o azeite no olival.
  • Quem come carne na véspera de Natal, ou é burro ou animal.
  • Quem quer bom ervilhal, semeia-o antes de Natal.
  • Se queres um bom alhal, semeia-o antes do Natal.
  • Quem ao Natal não chegar já pouco vai durar.
  • Não há ano que não tenha o seu Natal.
  • No Natal, só o peru é que passa mal.
  • Na mesa de Natal, o pão é o principal.
  • Natal ao sol, Páscoa ao fogo, fazem o ano formoso.
  • Natal à sexta-feira, guarda o arado e vende os bois.
  • Natal em casa junto à brasa.
  • Natal na praça e Páscoa em casa.
  • Natal é dar um beijo pela manhã ao pai e à mãe.
  • Natal é dar amor a quem o quer e não o tem.
  • Noite de Natal estrelada dá alegria ao rico e promete fartura ao pobre.
  • Pelo Natal cada ovelha no seu curral.
  • Pelo Natal se houver luar, senta-te ao lar; se houver escuro, semeia outeiros e tudo.
  • Pelo Natal, bico de pardal vai ao laranjal.
  • Pelo Natal, cada ovelha em seu curral.
  • Pelo Natal, lua cheia, casa cheia.
  • Pelo Natal, neve no monte, água na ponte.
  • Pelo Natal, poda natural.
  • Pelo Natal, sachar o faval.
  • Pelo Natal, semeia o teu alhal e se o quiseres cabeçudo, semeia-o no Entrudo.
  • Pelo Natal, sol; pela Páscoa, carvão.
  • Pelo Natal, tenha o alho bico de pardal.
  • Quem colhe antes do Natal, deixa o azeite no olival.
  • Quando o Natal tem o seu pinhão, a Páscoa tem o seu tição.
  • Se te queres livrar de um catarral, come uma laranja antes do Natal.
  • Três semanas antes do Natal, Inverno geral.

Natal é dar amor a quem o quer e não o tem.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Empreendedora digital, criativa e apaixonada por implementar novas ideias!