Adivinhas com Resposta Atividades

Adivinhas Engraçadas de Objetos

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

Todos os dias as crianças observam e tocam em objetos. Os objetos quotidianos dão origem a adivinhas divertidas que os mais pequenos vão achar o máximo! Este tipo de atividade estimula o raciocínio, estreita os laços familiares e permite dar umas gargalhadas!



 

Adivinhas de Objetos com Respostas

As adivinhas de objetos são uma atividade divertida para fazer com os mais novos em família ou na sala de aula como quebra gelo. Experimente!

Qual é a coisa, qual é ela,
Mal entra em casa, põe-se à janela?
Botão
Fumo e ruído produz
Ao subir, cortando a aragem,
Mas ainda faz mais barulho
Ao fim da sua viagem
Foguete
Os homens me dão governo,
E aos homens governo dou
Se eles se esquecem de mim,
O meu governo acabou.
Relógio
Sou de longe, longe venho,
Não sou feio, nem bonito,
Tudo quanto tenho dou
Com tudo o que tenho fico.
Livro
Vinte mil meninas numa varanda
Todas a chorar para a mesma banda.
Telhas
É branca como a neve,
Preta como pez,
Fala e não tem boca,
Anda e não tem pés.
Carta Branca com letras pretas
Uma senhora delicada,
Com a saia rodadinha,
Ao dançar numa casa
Deixa-a muito asseadinha.
Vassoura
Uma dama tão galante,
Nos braços do seu amante,
Com buraco na barriga
E as tripas adiante.
Guitarra
Peludo por fora,
Peludo por dentro,
Alça a perna,
E mete-a dentro.
Calças/Meias
Tenho dentes, mas não como,
E para comer fui feito.
Ando sempre com comer,
Para comer não acho jeito.
Garfo
O que é que é que não tem olhos, mas pisca, não tem boca, mas comanda?
Semáforo
O que é o que é que quanto mais eu tiro mais eu tenho?
Fotografias
O que é que é que se põe na mesa, parte, reparte mas não se come?
Baralho
Para andar lhe puz a capa,
E tirei-lha para andar,
Ele sem a capa não anda,
Com ela não pode andar.
Pião
Meu ser começa num ponto,
e num ponto há-de acabar,
Nem que digam o nome todo,
Metade vem a faltar.
Meia
Qual é a coisa, qual é ela,
Comprida como uma estrada,
Mas que cabe em mão fechada?
Novelo de Lã
O que é, que é
Que já foi vivo, agora é morto;
E traz cinco vivos dentro do corpo?
Sapato
Eu fui feita às avessas,
Às avessas quero ser;
Quantos paus há no mundo,
Quantos hei-de roer.
Mastigar e deitar fora,
Que engolir não pode ser.
Serra
Qual a adivinha, qual é ela?
É varinha de condão,
Ao tocar numa caixinha,
Faz lembrar uma estrelinha,
Brilhante na escuridão.
Fósforo
Quais são as casas em que as damas nunca faltam?
Tabuleiro do Jogo da Damas
O que é, que é, aberto guarda tudo e fechado não guarda nada?
Guarda-chuva
O que é que tem barriga de vidro e tripa de arame?
Lâmpada
Qual é a coisa, qual é ela, que quanto mais cheia, menos pesa?
Panela cheia de buracos
Quem o faz é para vender,
Quem o vende não se serve,
E quem se serve não o vê.
Caixão
Tem asas e não voa,
Tem boca e não come,
E vai a Lisboa.
Cesto
O que é, que é, que quanto mais roto está, menos buracos tem?
Rede
Vai ao lameiro e não come,
Vai ao pico e não bebe,
E anda sempre alegre.
Chocalho/Campaínha da vaca
O que é, que é,
Tem um palmo de pescoço,
Tem barriga e não tem osso?
Garrafa
É bom para se comer,
Mas não se come assado,
Nem cru, nem cozinhado!
Prato
O que é uma coisa,
Que tem um dente,
E chama por toda a gente?
Sino
O que é que vai à mesa,
Parte-se e reparte-se,
E não se come?
Baralho de Cartas
Qual é a coisa que está mais alta que o rei?
Coroa
De dia tem quatro pés
E de noite tem seis.
Cama
Que será, que será?
Passa o rio e fica cá!
Espingarda
O que é este casal:
Ele é rico e ela corta?
Tesouro e Tesoura

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Empreendedora Social, formada em Educação Social pela Escola Superior de Educação do Porto desde 2002.
Formadora certificada, com experiência em educação de crianças e adultos, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.