Saúde Infantil Atividades

O que é motricidade grossa e atividades para a desenvolver

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

A motricidade grossa é a capacidade que a criança tem de lidar com seu próprio corpo, mantendo o equilíbrio e a postura estando parado ou em movimento. As atividades que desenvolvem a motricidade grossa na infância são as brincadeiras que envolvem o corpo como um todo, como correr, pular, jogar bola, andar de bicicleta ou de patins, por exemplo.


O desenvolvimento da motricidade grossa é de grande importância na infância porque ajuda no desenvolvimento cognitivo e psicomotor, e é exatamente por isso, que toda criança deve ser estimulada a brincar, inclusive na escola, e nesse caso, o ensino pré-escolar, apesar de não ser obrigatório, é de extrema importância para o desenvolvimento infantil como um todo.

Atividades para desenvolver a motricidade grossa

  1. Encher um balão: deve pedir à criança para encher um balão de ar, fechar a ponta e lançá-lo para o ar. Para um desafio maior, podem fazer isso com as pernas amarradas ou ao pular num pé só, tendo que seguir um circuito de obstáculos;
  2. Saltos com bola: a criança deve colocar a bola entre as pernas, na altura dos joelhos e deve pular para frente, para trás e para os lados. Também pode colocar a bola na cabeça e tentar equilibrá-la segurando com apenas uma mão;
  3. Dançar: seguir os movimentos do professor, realizando uma coreografia; dançar de frente para o espelho também é uma opção;
  4. Malabarismo: segurar a bolinha com uma mão e jogar para o ar, tentando segurar com a outra mão. Poderá improvisar uma bolinha com uma folha de papel amassado;
  5. Pular corda: ter um pedaço de corda de 1,5m e dizer a criança para segurar com as duas mãos e movimentar a corda de modo que possa saltar;
  6. Amarelinha: desenhar um jogo de amarelinha no chão com giz e dizer à criança para saltar a casa onde a pedra está;
  7. Dança da cadeira: colocar algumas cadeiras em círculo e ao som da música todos devem andar à volta das cadeiras. Quando a música parar, todos devem sentar na cadeira;
  8. Equilibrar uma bolinha na colher: Colocar uma bolinha numa colher e depois colocar a colher na boca da criança, com as mãos para trás deve seguir um trajeto sem deixar a bolinha cair;
  9. Bambolê: colocar um bambolê à volta da cintura e pedir a criança para rebolar, para rodar o bambolê, sem o deixar cair;
  10. Vestir e despir sozinho: o jogo é fazer a criança tirar a blusa, a calça e os sapatos e depois voltar a vestir tudo, de forma correta, o mais rápido possível.

Estas atividades podem ser realizadas em casa ou na escola e podem ser realizadas todas seguidas, ou não. O importante é que a criança tenha o estímulo adequado para que não fique sem nenhuma atividade motora por muito tempo. O ideal é que se faça, no mínimo 1 atividade como estas, por dia, diariamente.

 

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!