Gravidez Parentalidade

Como Controlar os Enjoos da Gravidez

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

Para controlar os enjoos durante a gravidez a mulher pode tomar o remédio indicado pelo médico, próprio para este fim, como a vitamina B6 ou piridoxina. Outras formas mais naturais de lidar com estes enjoos são:


  • Tomar pequenos goles de água gelada;
  • Preferir os alimentos ácidos, como o limão puro;
  • Comer pedacinhos de gengibre, usar gengibre como tempero para molhos e carnes, tomar chá de gengibre gelado;
  • Dieta fracionada: comer pequenas quantidades de alimentos várias vezes ao dia;
  • Não ficar com estômago vazio, comer 1 biscoito de água e sal e comer 1 maçã;
  • Não comer alimentos com aromas muito intensos e preferir refeições frias.

Os enjoos típicos da gravidez surgem por volta das 9 semanas de gestação e podem permanecer até as 20 semanas. Nem sempre é necessário tomar medicamentos para o controle destes sintomas desagradáveis, mas esta é uma opção válida.

Algumas mulheres sofrem ainda mais com os enjoos na gravidez apresentando vómitos persistentes, caracterizando uma doença chamada Hiperêmese Gravídica. Nesse caso há ainda desidratação, distúrbios hidreletrolíticos e metabólicos e perda de peso igual ou superior a 5% do peso antes da gravidez.

Porque surgem os enjoos na Gravidez

Existem várias teorias que tentam explicar o surgimento de enjoos durante a gravidez. São elas:

1.Alterações hormonais

Uma das hipóteses está relacionada com o aumento de progesterona, gonadotrofina coriônica e estrogênio na corrente sanguínea, que reduzem o tónus da musculatura lisa e a atividade peristáltica de todo o trato gastrointestinal, favorecendo os enjoos.

2. Presença de H. Pylori

Estudos recentes apontam que 95% das mulheres grávidas que apresentam enjoos elevados possuem a bactéria Helicobacter Pylori no estômago, e acredita-se que haja alguma relação entre esta e os enjoos, mas ainda não se sabe exatamente porquê. As mulheres que possuem H. Pylori costumam apresentar sintomas mais fortes e prolongados de enjoo na gestação.

3. Fatores genéticos

A gestante que já teve outras gravidezes com bastante enjoo tem maiores chances de sofrer novamente com este mal. O mesmo acontece com as mulheres cujas mães ou irmãs também sentiram muito enjoo na gravidez, embora não se saiba exatamente qual o gene que está relacionado com esta alteração.

4. Fatores emocionais

Conflitos emocionais como gravidez indesejada ou não programada, brigas constantes com o pai da criança, medo de engordar, de perder o emprego desejado, a pobreza e a insegurança podem agravar o quadro de enjoos na gravidez. No entanto, somente o estado emocional também não é suficiente para definir a causa, assim como todas as outras.

Dessa forma, o mais aceite pelos médicos é uma junção de todos esses fatores.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!