Atividades Parentalidade

10 Atividades alternativas à Televisão, Celular e Tablet

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

Passar tempo demais em frente à TV ou com o celular ou o tablet é prejudicial à saúde e todos sabemos disso, o difícil é conseguir fazer as crianças e adolescentes diminuirem o tempo que gastam em frente às telinhas de forma tranquila.


Num mundo ideal as crianças usariam o celular e o tablet em certos períodos de tempo, sabendo dividir o tempo em que está parado e se mexendo, brincando. Mas na vida real é muito fácil que estes passem todo o tempo livre com uma destas telinhas na mão.

Sinais de que a criança está viciada nas telinhas

Os pais mais atentos podem perceber que a criança já está viciada quando ela:

  • Aproveita todas as oportunidades para ficar na TV, com o celular ou tablet na mão;
  • Fica estressada quando os pais retiram estes dispositivos de suas mãos;
  • Acha uma injustiça qualquer regra sobre a utilização dos mesmos;
  • Está constantemente a perguntar quando vai poder utilizar novamente.

Atividades alternativas para reduzir o tempo da TV, celular e tablet

Uma boa sugestão é que você pare um pouco ao lado da criança e faça uma lista das coisas que ela gosta de fazer, assim ela vai poder olhar para essa lista e escolher uma atividade à seu gosto. Por exemplo:

  1. Pinturas à mão livre, com tinta e pincel;
  2. Recortes em jornais e revistas para montar cubos ou esferas de diversas cores e tamanhos;
  3. Escrever uma carta à moda antiga, com papel e caneta e enviar aos avós, tios, amigos distantes;
  4. Façam uma receita juntos, pode ser de biscoito, pão, suco, salada de frutas…
  5. Aprender a tocar um instrumento musical, boas opções são piano, violão, flauta;
  6. Faça uma série de exercícios. Bastam 10 minutos, veja alguns aqui
  7. Dê responsabilidade para cuidar do pet, dar água, ração, escovar o pelo, se for o caso…
  8. Coloque para ajudar nas tarefas do lar, escolha 1 ou 2 atividades que mais ninguém fará no lugar da criança, pode ser arrumar sua cama, seus brinquedos, guardar as panelas no armário, regar as plantas…
  9. Ler um livro, 1 capítulo por dia, e depois ilustrar aquilo que mais gostou;
  10. Crie um forte, faça uma cabana de lençóis e estimule esse tipo de brincadeira dentro de casa.

Lembre-se de ser constante, não adianta dizer ao seu filho que ele não pode usar estas tecnologias num dia, e depois passar o outro dia todinho em frente à tela porque você precisa trabalhar em home office. Tenha paciência com ele e seja convicta de suas decisões.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!