Adivinhas com Resposta Atividades

Adivinhas de Outono

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

O outono convida ao quentinho, a querer apanhar as folhas coloridas, a comer castanhas bem assadas… E que tal motivar os mais novos a fazer todas estas coisas e ao mesmo tempo estimular o seu raciocínio? Como? Com adivinhas, quadras e provérbios sobre outono e as castanhas!



Adivinhas de Outono para Crianças


Tenho camisa e casaco,
Sem remendo nem buraco,
Estouro com um foguete,
Se alguém no lume me mete.
A Castanha.

Sou um fruto do outono,
Quando chego a amadurecer,
Dou um trabalhão ao meu dono,
Se me quer comer.
A Noz.

O meu fruto é mais doce,
Que o milho fabricado
Todos o comem com gosto
Cru, cozido ou assado?
A Castanha.

Qual é a coisa, qual é ela,
Tem três capas de inverno,
A primeira é lustrosa
A segunda é amargosa.
A Castanha.

Tem casca bem guardada
Ninguém lhe pode mexer
Sozinha ou acompanhada
Em Novembro nos vem ver.
A Castanha.

As adivinhas com resposta são sempre uma atividade divertida para fazer com as crianças. Para além de lúdica, esta atividade infantil promove o raciocínio e o pensamento criativo. Usufrua de todas as adivinhas com resposta disponíveis no Educamais!

Quadras de S. Martinho

No outono é a altura do S. Martinho e a época das castanhas. Deixamos algumas quadras típicas, que pode utilizar com as crianças.

S. Martinho magusteiro
Que unes a pequenada,
As castanhas fazem a festa
És a alegria da rapaziada.
O bom cavaleiro Martinho,
Que gostava de repartir,
Cortou a sua capa ao meio,
Para o mendigo cobrir.
Chegou a altura das castanhas
Da água-pé e do bom vinho
Escusado será dizer
Que é tempo de S. Martinho.
Castanhas quentinhas
Ao lume a estalar.
Nós vamos assá-las
Até nos fartar.
Castanhas, castanhas
Que boas que elas são.
Quentinhas, assadinhas
Fazem bem ao coração.
Todo o dia a apanhar chuva
Coitado do vendedor!
Mas à beira das castanhas
Fica cheio de calor.
Com o frio a chegar
A natureza está-se a transformar
Os ouriços a abrir
Para as castanhas apanhar.
O S. Martinho está a chegar
A lareira vou acender
Para as castanhas assar
E contigo as comer.
Que lindo é o Outono!
Que lindo que é!
Uvas e castanhas
Dá-me o avô Zé.
Dia 11 de Novembro
É o dia de S. Martinho
Come-se a castanha assada
E mais o caldo verdinho.

Provérbios de S. Martinho e de Castanhas

  • No dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
  • No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o teu vinho.
  • No dia de S. Martinho, come-se castanhas e bebe-se vinho.
  • Pelo S. Martinho castanhas assadas, pão e vinho.
  • No dia de S. Martinho, mata o teu porco, chega-te ao lume, assa castanhas e prova o teu vinho.
  • Pelo S. Martinho mata o teu porquinho e semeia o teu cebolinho.
  • Por São Martinho, semeia fava e o linho.
  • Pelo S. Martinho prova o teu vinho; ao cabo de um ano já não te faz dano.
  • A castanha é de quem a come e não de quem a apanha.
  • A castanha tem três capas de Inverno: a primeira mete medo, a segunda é lustrosa e a terceira é amarga.
  • A castanha veste três camisas: uma de tormentos, outra de estopa e outra de linho.
  • A noz e a castanha é de quem a apanha.
  • Ao assar as castanhas, as que estouram são as mentiras dos presentes.
  • Arreganha-te, castanha, que amanhã é o teu dia.
  • As castanhas apanham-se quando caem.
  • Castanha bichosa, castanha amargosa.
  • Castanha peluda, castanha reboluda.
  • Castanha perdida, castanha nascida.
  • Castanha que está no caminho é do vizinho.
  • Se queres pasmar o teu vizinho, lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.
  • Verão de S. Martinho são três dias e mais um bocadinho.
  • Vindima em Outubro que o S. Martinho to dirá.
  • Martinho bebe o vinho, deixa a água para o moinho.
  • Castanhas boas e vinho fazem as delícias do S. Martinho.
  • Castanha quente só com aguardente, comida com água fria causa «azedia»
  • Castanhas do Natal sabem bem e partem-se mal.
  • Com castanhas assadas e sardinhas salgadas não há ruim vinho.
  • Crescem os reboleiros, morrem os castanheiros.
  • Cruas, assadas, cozidas ou engroladas, com todas as manhãs, bem boas são as castanhas.
  • Em ano de muito ouriço não faças caniço.
  • Em minguante de Janeiro, corta o teu castanheiro.
  • Mais vale castanheiro, que saco de dinheiro.
  • No dia de São Julião, quem não assar um magusto não é cristão.
  • O Céu é de quem o ganha e a castanha de quem a apanha.
  • O ouriço abriu, a castanha caiu.
  • Os ouriços no São João são do tamanho de um botão.
  • Pelo São Francisco, castanhas como cisco.
  • Quando gear, o ouriço vai buscar.
  • Quando o sol aperta, o ouriço arreganha.
  • De bom castanheiro, bom madeiro.
  • No dia de S. Martinho, mata o teu porco e bebe o teu vinho.
  • No dia de S. Martinho, mata o porquinho, abre o pipinho, põe-te mal com o teu vizinho.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Criativa e apaixonada por implementar novas ideias!