Gravidez

Quebra de resguardo no pós-parto. E agora?

Marcelle da Costa
Escrito por Marcelle da Costa

Após o nascimento do bebê é aconselhado que o casal não tenha relações sexuais nos primeiros 40 dias. Esse tempo é chamado de resguardo, puerpério ou quarentena, e é indicado para que a mulher possa se recuperar do parto, para esperar que o sangramento pós-parto (lóquios) chegue ao fim e que o útero esteja completamente recuperado da cirurgia, caso tenha tido uma cesariana.


O que acontece se quebrar o resguardo

A quebra do resguardo pode causar uma infecção vaginal, causando intensa dor, corrimento e sangramento vaginal, que é uma situação que precisa de atendimento médico e uso de medicamentos apropriados.

Porque respeitar o resguardo

É importante respeitar esse tempo, sem relações íntimas, para o bem da saúde da mulher. Nessa fase o sistema reprodutor ainda não está devidamente recuperado, havendo risco de infecção. Além disso, nas primeiras semanas a produção de prolactina diminui a libido feminina e psicologicamente é comum que a mulher ainda não esteja pronta e disponível para o sexo novamente.

Quebrei o resguardo. E agora?

Se não foi possível manter o tempo devido do resguardo e houve penetração vaginal deve observar se apresenta sintomas como: mal-cheiro na vagina, corrimento vaginal, sangramento ou aumento da dor na região púbica. Se os sintomas estiverem presentes deve ir ao médico, ginecologista ou obstetra para ser vista e para que ele indique a medicação adequada.

Como se recuperar mais rápido

Para ajudar na recuperação do corpo depois do parto é indicado que a mulher tenha uma alimentação saudável, preferindo alimentos ricos em proteína, como ovos, carne e peixe, e alimentos ricos em ferro, como feijão e beterraba. Esses alimentos são importantes para ajudar na cicatrização dos tecidos e no fortalecimento do sangue.

Fazer exercícios regularmente, de forma leve à moderada também é indicado, e deve-se evitar fazer muitos esforços e trabalhos braçais, pelo menos, nos primeiros 15 dias. E para evitar uma nova gravidez indesejada deve-se usar métodos contraceptivos à partir de 8 dias após o parto.

Sobre o Autor

Marcelle da Costa

Marcelle da Costa

Fisioterapeuta credenciada, com formação em Psicomotricidade e Desenvolvimento Infantil.
Empreendedora social, prática e sempre pronta a ajudar!