Autismo Educação e Ensino Especial

Autismo: conheça os sintomas desta síndrome por idade

Escrito por Cláudia Pereira

O autismo é um transtorno do desenvolvimento que afeta a comunicação e a interação social de uma pessoa. Os sintomas podem variar de acordo com a idade, sendo importante compreender essas diferenças para identificar o autismo precocemente e encontrar intervenções adequadas. Neste artigo, vamos identificar os principais sintomas de autismo nas diferentes faixas etárias.


Sintomas de Autismo em Bebés e Crianças Pequenas (0-2 anos)

Na faixa etária dos 0 aos 2 anos, os sinais de autismo podem ser subtis, mas ainda assim é possível observar alguns indícios do transtorno. É importante ressaltar que cada criança é única e pode apresentar sintomas de forma diferente:

  • Atraso no desenvolvimento da linguagem – bebés que eventualmente são diagnosticados com autismo podem apresentar atraso na aquisição da fala. Eles podem demorar mais tempo para balbuciar as suas primeiras palavras ou não responder quando chamados pelo nome;
  • Dificuldade na interação social – crianças nessa faixa etária podem ter dificuldade em estabelecer contato visual, sorrir em resposta a estímulos sociais ou demonstrar interesse em interações com outras pessoas;
  • Comportamentos repetitivos – alguns bebés com autismo podem exibir movimentos repetitivos, como balançar o corpo ou bater as mãos. Eles também podem fixar-se em determinados objetos e mostrar resistência a mudanças na rotina.

Sintomas de Autismo em Crianças Pré-Escolares (3-5 anos)

À medida que as crianças crescem, certos sintomas de autismo tornam-se mais evidentes. Na faixa etária dos 3 aos 5 anos, os sinais de autismo mais frequentes são os seguintes:

  • Dificuldade na comunicação verbal – crianças pré-escolares com autismo podem ter dificuldade em manter uma conversa, expressar as suas necessidades e compreender o que lhes é dito. Elas podem ter um vocabulário limitado e dificuldade em articular frases completas;
  • Falta de interesse em atividades sociais – estas crianças podem demonstrar falta de interesse em brincar com outras crianças ou não compreender as regras dos jogos. Elas podem preferir atividades solitárias e mostrar dificuldade em partilhar brinquedos ou cooperar em atividades em grupo;
  • Comportamentos estereotipados – comportamentos repetitivos podem manifestar-se de forma mais acentuada nessa idade. As crianças podem insistir em rotinas rígidas e podem apegar-se a objetos ou interesses específicos, demonstrando resistência a mudanças.

Sintomas de Autismo em Crianças em Idade Escolar (6 anos ou mais)

À medida que as crianças entram na idade escolar, os sintomas de autismo podem afetar a sua interação social e desempenho académico. Alguns sinais comuns de autismo em crianças em idade escolar incluem:

  • Dificuldades na interação social – crianças nessa faixa etária podem ter dificuldade em estabelecer amizades, compreender as emoções dos outros e interpretar as regras sociais. Elas podem parecer isoladas ou ter dificuldade em encaixar-se em grupos;
  • Interesses específicos e obsessivos – as crianças com autismo podem demonstrar um interesse intenso e restrito em tópicos específicos, como matemática, ciência ou objetos incomuns. Elas podem ter dificuldade em envolver-se em outras atividades ou interesses;
  • Comportamentos repetitivos e restritivos – comportamentos repetitivos, como balançar o corpo, bater as mãos ou repetir frases, podem persistir nessa faixa etária. Estas crianças também podem ser sensíveis a certos estímulos sensoriais, como ruídos altos ou texturas diferentes.

Como diagnosticar Autismo

O autismo é um transtorno complexo e heterogéneo, e os sintomas podem variar amplamente de acordo com a idade e a individualidade de cada pessoa. É fundamental estar consciente desses sinais precoces para procurar avaliação profissional e intervenções adequadas.

Se suspeita que o seu filho ou alguém próximo possa estar apresentando sinais de autismo, é importante consultar um profissional de saúde qualificado. O diagnóstico precoce e as intervenções apropriadas podem fazer uma diferença significativa no desenvolvimento e bem-estar da criança/adulto com autismo. Conheça os testes para diagnóstico de autismo.

Para obter mais informações e recursos sobre o autismo, recomenda-se procurar organizações especializadas, que oferecem apoio e orientação às famílias afetadas pelo transtorno, como as associações de autismo em Portugal e as associações de autismo no Brasil.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Educadora Social, formadora certificada, especialista em educação, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.
Empreendedora digital, criativa e apaixonada por criar conteúdo útil e prático para pais e profissionais.