Adivinhas com Resposta Atividades

Adivinhas Folclóricas

Cláudia Pereira
Escrito por Cláudia Pereira

As adivinhas, também conhecidas como “o que é, o que é?”, fazem parte do folclore brasileiro e são utilizadas em diversas zonas do país. São inventadas pelo povo e incorporadas na cultura brasileira.



Adivinhas Folclóricas com Respostas

O que é o que é feito para andar, mas não anda?

Rua
Qual é a piada do fotógrafo?

Ninguém sabe, porque ela ainda nem foi revelada.
O que a areia disse pro mar?


Deixa de Onda
O que é um pontinho verde brilhando na cama de um hospital?
Uma ervilha dando à luz.
O que é que corre a casa inteira e só depois vai dormir num canto?

A vassoura.
O que é, o que é, que cai em pé e corre deitado?

A chuva.
Qual é o céu que não têm estrelas?


O céu da boca.
É nome de mulher e nome de homem. Ia mas acabou não indo?
Isaias: Isa-ias.
O que há no meio do coração?
A letra “a”.
Na televisão cobre um país; no futebol, atrai a bola; em casa incentiva o lazer. O que é?
A Rede.
Mantém sempre o mesmo tamanho, não importa o peso?
A Balança.
Por que os loucos nunca estão em casa?
Porque vivem fora de si.
O que detestamos na praia e adoramos na panela?
Caldo.
Tem cabeça, tem dente, tem barba, não é bicho nem é gente, o que é?
Alho.
O que é o que é, tem chapéu, mas não tem cabeça, tem boca mas não fala, tem asa mas não voa?
Bule.
Qual a semelhança que há entre a arrumação de uma casa e o samba?
Em ambas mexemos com as cadeiras.
O que a banana falou para o tomate?
Eu é que tiro a roupa e você é quem fica vermelha?
O que a areia da praia falou para o mar?
Deixa de onda…
O que são vários pontinhos amarelos na parede?
Fandangos alpinistas
O que é que dá um pulo e se veste de noiva?
A Pipoca
Por que algumas pessoas colocam o despertador do debaixo do travesseiro?
Para acordar em cima da hora.
O que o tomate foi fazer no banco?
Tirar extrato.
O que é que se pões na mesa, parte, reparte mas não se come?
Baralho.
O que é que se tem debaixo de um tapete do hospício?
Um doido varrido.
Qual é o queijo que mais sofre?
Queijo ralado.
O que foi que a esfera disse pro cubo?


Deixa de ser quadrado!
O que é, o que é, tem pernas, mas não anda. Tem braço, mas não abraça?



A cadeira.
O que é, o que é, tem coroa, mas não é rei, tem escamas, mas não é peixe?




O abacaxi.
O que é, o que é, quanto mais aumenta, menos se vê?




A escuridão.
O que é, o que é, nasce branco, fica verde, fica vermelho e por fim acaba preto?





O café.
O que é, o que é, que não é bolinho. Quando mais quente ele está, mas fresco o danado é.


O pão.
O que é, o que é, tenho cauda, mas não sou cão. Não tenho asas e mesmo assim sei voar. Se me largam, eu não subo. Saio ao vento para brincar.

A pipa.
O que é, o que é, que fica cheio de boca para baixo e vazio de boca para cima?
O chapéu.
O que é, o que é, que enche uma casa, mas não enche uma mão?
O botão.
O que o zero disse para o oito?
Que cinto lindo!
O que a zebra disse para a mosca?
Você está na minha lista negra!
O que é que é surdo e mudo, mas conta tudo?
O livro.
O que é o que é que sempre se quebra quando se fala?
O segredo.
Ele é magro pra chuchu, tem entes mas nunca come e mesmo sem ter dinheiro, dá comida a quem tem fome?
O garfo.
O que é que passa a vida na janela e mesmo dentro de casa, está fora dela?
O botão.
O que é o que é que dá muitas voltas e não sai do lugar?
O relógio.
O que é o que é que sobe quando a chuva desce?
O guarda-chuva.
Você sabe em que dia a plantinha não pode entrar no hospital?
Em dia de plantão.
É um pássaro brasileiro e seu nome de trás para frente é igual.
A arara.
Por que o boi baba?
Porque ele não sabe cuspir!
Qual o pé que é mais rápido?
O pé de vento!
O que o chão falou para mesa?
Fecha as pernas que eu tô vendo tudo.
Na água nasci, na água me criei, mas se me jogarem na água morrerei?
O sal.
Qual o lugar em que todos podem sentar menos você?
O seu colo.
O que a fechadura disse pra chave?
Vamos dar uma voltinha?
O que o cavalo foi fazer no orelhão?
Passar um trote.
O cinema estava cheio de cimento, qual o nome do filme?
Nenhum, o cinema estava em construção.
O que é, o que é? Do tamanho de uma bolota e enche a casa até à porta?
A luz.
O que é, o que é? Éramos dois irmãos unidos, os dois de uma cor. Nunca fiquei sem missa, mas meu irmão já ficou. Para festas e banquetes a mim convidarão. Para festas de cozinha, convidarão meu irmão.
Vinho e vinagre.
O que é, o que é? Que é irmã de minha tia e não é minha tia?
A minha mãe.
O que é, o que é? De dia tem quatro pés e de noite tem seis?
A cama.
Um pato vai subindo uma ladeira e põe um ovo. O ovo desce ou sobre?
O pato não põe ovo, quem põe ovo é a pata!
O que é, o que é? Que é meu, mas meus amigos usam mais do que eu?
O meu nome.
Por que o computador foi preso?
Porque ele executou um programa.
O que é que quanto mais rugas tem mais novo é?
O pneu.
O gafanhoto traz na frente e a pulga traz atrás?
A sílaba “ga”.

Sobre o Autor

Cláudia Pereira

Cláudia Pereira

Empreendedora Digital, formada em Educação Social pela Escola Superior de Educação do Porto desde 2002.
Formadora certificada, especialista em educação infantil, dificuldades de aprendizagem e necessidades educativas especiais.