Teste Informal de Dislexia

Este teste informal para diagnosticar dislexia, de Vicente Martins, é um auxílio para pais e educadores, no sentido que permite uma primeira abordagem à problemática de aprendizagem.

Se respondeu sim à maioria destas questões, deverá realizar uma bateria de testes, junto de profissionais especializados, para diagnosticar especificamente as características do seu filho / educando e intervir de forma adequada.

SINTOMATOLOGIA ESSENCIAL:

  • Tem oito anos ou mais.
  • Tem atraso na leitura de dois ou mais anos com relação às crianças da mesma idade.
  • A sua velocidade na leitura é inferior a 50/60 palavras por minuto.
  • Comete erros frequentes na leitura (omissões, substituições, inversões de fonemas – vogais e consoantes sonoras)
  • A sua compreensão de texto é muito pobre.
  • O seu quociente de inteligência (Q.I) é normal ou superior.
  • Não apresenta perturbação sensorial.

SINTOMATOLOGIA ASSOCIADA:

  • Apresenta um baixo rendimento na área da ortografia.
  • Tem um rendimento baixo no cálculo matemático, especialmente na multiplicação.
  • Apresenta movimentos involuntários associados, especialmente quando lê e escreve.
  • Não gosta de ir à escola (fracassa nas avaliações parciais, não gosta do meio escolar, falta de motivação para a aprendizagem)
  • Apresenta ansiedade e medo na hora de ler em voz alta.
  • Apresenta erros frequentes na escrita (omissões, substituições, adições e inversões de letras)

FACTORES DE PREDISPOSIÇÃO PARA A DISLEXIA:

  • Apresenta problemas de lateralidade: esquerda – direita, acima – abaixo
  • Os professores têm detectado mais ou menos rápidos as dificuldades de leitura do (a) aluno(a)
  • Não há uma orientação pedagógica ou Psicopedagógico adequada, na escola, para a reeducação linguística do aluno
  • A sua aprendizagem de leitura e escrita foi precoce, isto é, verificou-se no período da educação infantil..
  • O alunotem apresentado alterações na fala (articulação de fonemas e palavras), baixo nível de vocabulário, pobreza de expressão oral e se comunica mais com gestos.
  • O meio familiar é desfavorável à aprendizagem da leitura.
  • Verificam-se dificuldades semelhantes em familiares.
  • O seu esquema corporal não é adequado à sua idade.
  • Apresenta dificuldades de concentração ou atenção durante as actividades escolares, na escola e em casa.
  • Apresenta problemas de conduta escolar (indisciplinado, troca de escolas, escolaridade insuficiente)

DIFERENCIAIS IMPORTANTES:

  • Não existe diagnóstico nem evidência médica de atraso mental.
  • Não existe diagnóstico nem evidência médica de transtorno neurológico.
  • Não existe diagnóstico nem evidência fonológica de problemas de audição.
  • Não existe diagnóstico nem evidência médica de defeitos de visão.

CRITÉRIOS PARA UM DIAGNÓSTICO INFORMAL – Psicopedagógico

  • Apresenta dificuldades em captar o sentido a partir da leitura de textos escolares.
  • O rendimento na leitura é surpreendente menos do que o esperado, dada sua escolarização e o rendimento geral em outras áreas linguísticas e escolares.