Provérbios de Natal

 

Provérbios de Natal para utilizar coom as crianças nesta altura do ano. Divirta-se com os alunos criando uma banda desenhada para cada provérbio ou uma simpes competição de desenhos!

Provérbios de Natal

Os dias de Natal são saltos de pardal.
Caindo o Natal à segunda-feira, o lavrador tem de alargar a eira.
De Santa Catarina ao Natal, bom chover e melhor nevar.
De Santa Catarina ao Natal, mês igual.
De Santa Luzia ao Natal, ou bom chover ou bom nevar.
Depois de o Menino nascer, é tudo a crescer.
Dezembro nasceu Deus para nos salvar.
Do Natal a Santa Luzia cresce um palmo em cada dia.
Do Natal a São João, seis meses são.
Dos Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento.
Dos Santos ao Natal bico de pardal.
Em dia de festa e Natal, atesta a barriga, não faz mal.
Pelo Natal cada ovelha em seu curral.
Pelo Natal se houver luar, senta-te ao lar; se houver escuro, semeia outeiros e tudo.
Pelo Natal, bico de pardal vai ao laranjal.
Pelo Natal, cada ovelha em seu curral.
Pelo Natal, lua cheia, casa cheia.
Pelo Natal, neve no monte, água na ponte.
Pelo Natal, poda natural.
Pelo Natal, sachar o faval.
Pelo Natal, saltinho de pardal.
Pelo Natal, semeia o teu alhal e se o quiseres cabeçudo, semeia-o no Entrudo.
Pelo Natal, sol; pela Páscoa, carvão.
Pelo Natal, tenha o alho bico de pardal.