Factores Biológicos das dificuldades de aprendizagem

Os fatores biológicos que contribuem para a ocorrência de uma dificuldade de aprendizagem podem ser divididos em quatro categorias:

Lesão Cerebral –algumas dificuldades podem surgir de uma lesão cerebral, naturalmente que nem sempre este é o caso;

Alterações Desenvolvimentais – durante a gestação o sistema nervoso do bebé desenvolve-se por etapas e esse desenvolvimento continua após o seu nascimento. Quando por alguma razão alguma etapa desse desenvolvimento é alterada, pode gerar uma dificuldade de aprendizagem.

Desequilíbrios Químicos – os neurotransmissores fazem a comunicação entre as células cerebrais. Qualquer alteração química pode fazer com que essa comunicação falhe, o que pode contribuir para dificuldades de aprendizagem, nomeadamente transtorno de deficit de atenção/hiperatividade e hipoatividade.

Hereditariedade – a hereditariedade também pode determinar o desenvolvimento de dificuldade de aprendizagem. As dificuldades de aprendizagem promovem um comportamento que complica mais essas dificuldades na escola: hiperatividade, fraca concentração, dificuldade para seguir instruções, imaturidade social, dificuldade com a conversação, inflexibilidade, fraco planeamento e habilidades organizacionais, distração, falta de destreza, falta de controle de impulsos.