O que são Dinâmicas de Grupo e qual a sua importância?

As dinâmicas de grupo são exercícios psicológicos que proporcionam aos participantes uma uma experiência pessoal e particular de aprendizagem, possibilitando a tomada de consciência e a aquisição de novos modos de pensar, sentir e relacionar-se com os outros. Existem diversos tipos de dinâmicas de grupo que possibilitam trabalhar diversas questões, como a motivação, criatividade, assertividade, cooperação, entre outros.


Qual a importância das Dinâmicas de Grupo?

Os participantes das dinâmicas de grupo, através da experimentação ativa e da estimulação da emotividade, encontram um ambiente favorável onde podem reduzir as próprias defesas, explorar e tomar consciência de aspectos que lhes dizem respeito. Assim, em grupo, é possível trabalhar e estimular, de forma específica, as três dimensões do funcionamento psicológico humano: a dimensão emotivo-afectiva, a dimensão cognitiva e a dimensão experiencial. Isto possibilita aos participantes a tomada de consciência das suas recordações, sentimentos, desejos, ideias e esperanças.

Como criar um Grupo para Dinâmicas?

No que diz respeito à composição do grupo, grande parte dos especialistas são da opinião que deverá existir um equilíbrio entre homogeneidade e heterogeneidade, aplicando-se aquilo que se denomina “regra da arca de noé”, ou seja uma selecção equilibrada dos membros do grupo. O animador terá de ter em conta fatores como o sexo, a idade, a capacidade intelectual, a personalidade e nos grupos de terapia, o tipo de patologia apresentado. Normalmente, o grupo psicoterapêutico é formado por oito a dez pessoas, mais o animador da dinâmica e um eventual observador.

É muito importante que nenhum membro do grupo se sinta isolado, ou seja o único com determinadas características ( por exemplo, o único com mais de 30 anos ou o único com baixas qualificações académicas) evitando assim possíveis situações de marginalização.

Relativamente ao tipo de pessoas existem algumas pouco adequadas para este tipo de atividade de grupo: indivíduos com personalidade paranóica, psicóticos, anti-sociais e indivíduos rígidos em termos de interacção grupal.

Por outro lado, indivíduos com tendência para a somatização, com sentimentos de inadequação ou inferioridade ou perturbações de integração beneficiam deste tipo de terapia, pois o grupo permite que exprimam os seus sentimentos no grupo, identifiquem a origem pessoal dos seus problemas e ajuda a alcançar uma visão realista e adequada de si próprios.

Qual a Duração e Local para as Dinâmicas de Grupo?

Tanto a duração da dinâmica como o local dos grupos de terapia variam de acordo com as características dos participantes. Para alguns grupos uma vez por semana será suficiente, no entanto para grupos específicos, por exemplo em ambiente hospitalar ou comunidades terapêuticas é necessário uma maior frequência – 2 a 3 vezes por semana.

A duração de uma sessão em grupo poderá demorar entre uma hora e meia e duas horas, considerando 30 minutos de aquecimento do grupo.

O local das sessões em grupo deve ser reservado e tranquilo, sem distracções, suficientemente ampla, com mobiliário simples e discreto, preferencialmente uma sala dedicada apenas a esta função. O ideal é que o chão seja de madeira ou em alternativa alcatifado e deverá ter disponível tapetes ou mantas para exercícios de motricidade.

As cadeiras utilizadas deverão ser cómodas e simples, dispostas em círculo de forma a que todos os participantes  se possam ver. De preferência deverão ser empilháveis ou dobráveis, pois algumas dinâmicas de grupo requerem mais espaço livre.

Atualizado em 04/03/2019