Dicas para Educadores de Hiperativos

Dicas para educadores de hiperativos, pais e educadores, no sentido de contribuir para o desenvolvimento do seu potencial. Dicas para educadores de hiperativos para auxiliar no dia-a-dia da criança, adolescente ou adulto com hiepratividade.

Crianças com TDAH precisam de estrutura e organização

Crianças com TDAH respondem bem a ambientes estruturados. Como se distraem com facilidade e frequentemente, qualquer estímulo pode dar azo a “viajar”. Assim, sempre que possível, o aluno não deve sentar-se perto de uma janela, de uma porta ou área movimentada. Aquecedores, aparelhos de ar condicionado, ventoinhas ou outro equipamento são potenciais elementos de distração.

O educador ou professor deve dar prioridade à ordem e à arrumação. Normalmente estes alunos têm carteiras muito desorganizadas, repletas de objectos, necessitando de auxílio na arrumação dos mesmos. Este aluno necessita de aprender competências a nível de organização com o propósito de organizar os seus pertences mas também de colocar de parte material desnecessário.

Por exemplo, pode ser útil utilizar um sistema de cores. Cada cor corresponde a uma disciplina, separador amarelo para português, azul para geografia, vermelho para matemática… pode utilizar essas cores para sublinhar o conteúdo dessas matérias, para sinalizar quais os apontamentos que pertencem a cada disciplina, etc.

Crianças com TDAH precisam de instruções claras

As instruções dadas a estes alunos devem ser especialmente claras e concisas. Instruções complexas geram confusão e constituem um obstáculo ao cumprimento das tarefas. Ao dar instruções verbais, mantenha o contacto visual e transmita a informação por etapas.

Para os alunos mais velhos com TDAH revela-se bastante útil que registem os trabalhos semanais que têm de realizar. Este documento, revisto e assinado pelo professor, permitirá ter a certeza daquilo que é suposto fazerem.

Crianças com TDAH precisam de elogios e limites

Normalmente o aluno com TDAH reage de forma impulsiva, por isso deve ser implementado um sistema de controlo de comportamento. Isto permite que o aluno melhore o comportamento e compreenda as consequências das suas ações. A par dos programas de controlo de comportamento torna-se necessário o recurso ao elogio a fim de criar uma atmosfera confortável no qual se possam envolver em actividades de aprendizagem.