Avaliação da Síndrome de Tourette

Fazer a avaliação da síndrome de Tourette é extremamente difícil, isto porque, actualmente, não existe teste de ordem neurológica ou análise ao sangue que permita diagnosticar esta desordem. Normalmente são usados gráficos e questionários  a par da análise dos sintomas observáveis.

A Associação Americana de Psiquiatria utiliza os seguintes critérios para diagnosticar a síndrome de Tourette:

  • Presença de tiques motores múltiplos e tiques vocais, não necessariamente em conjunto;
  • Os tiques ocorrem várias vezes ao dia, quase todos os dias ou intermitentemente durante um período superior a um ano. Durante esse ano não se verifica um tempo superior a três meses sem tiques;
  • Manifesta-se antes dos 18 anos de idade;
  • Existe uma pronunciada perturbação ou problemas significativos em determinadas áreas de funcionamento, como a social e a ocupacional;
  • A desordem não tem como causa efeitos fisiológicos provocados por substâncias ou devido a uma condição clínica geral.